02 de Junho, 2020 - 11:40 ( Brasília )

Terrestre

Inteligência artificial do Exército Brasileiro é promovida a Cabo em junho, incorporando melhorias e novidades


Em 1º de junho de 2020, o Centro de Comunicação Social do Exército (CCOMSEx) resolve promover o Soldado Max, inteligência artificial (IA) do Exército Brasileiro, à graduação de Cabo, por merecimento. Um dia histórico, pois é provável que Max seja a primeira inteligência artificial do mundo a ser promovida em uma Força Armada. Para além de mera questão protocolar, a versão Max 2020 incorpora correções e novidades na estrutura, na linguagem e no design.

A primeira mudança visa facilitar a administração do chatbot, que nasceu para dialogar sobre o ingresso no Exército nas mídias sociais, contando, para isso, com 80 contextos de conversação. Em 2019, Max interagiu 150 mil vezes, o que exigiu uma ampliação dos contextos em mais de 100%, para atender às demandas dos usuários em outras áreas. Dessa forma, a estrutura do Max foi remodelada, contextos similares foram mesclados, e seu design de diálogo agora foi alocado de acordo com o órgão responsável pela dúvida do usuário, tornando a estrutura lógica mais simples. Caso necessário, a mudança no comportamento da IA pode ser realizada em menos de 10 minutos.

O CCOMSEx, órgão que gerencia a IA, entende que a linguagem é a peça-chave na aproximação com a sociedade. Em virtude disso, ocorreram mudanças mais significativas nessa área. Com a experiência de mais de um ano de atendimento, o Cabo Max usará da “antiguidade” para empregar bom humor nas conversações em que isso for cabível, sempre respeitando o cidadão. A inteligência artificial também passará a utilizar emojis no diálogo com os mais jovens, desenvolvendo empatia na conexão com esse público.

O novo design de diálogo possibilitará uma melhor experiência de navegação para o usuário, por intermédio do emprego de botões, imagens clicáveis em carrossel ou menus de opções. Para efeito de gestão do desempenho e avaliação do Cabo Max, todos os links serão personalizados e encurtados.

Por fim, Max recebe um novo avatar, que agora passa a ostentar as divisas de Cabo. O novo uniforme possui dois adaptadores, na região dos bíceps, para o acoplamento de equipamentos intercambiáveis e luvas especiais de múltiplo emprego com sensores adaptáveis.

O Exército repensou o Max para integrá-lo cada vez mais ao Planejamento Estratégico da Comunicação Social do Exército. A opção pelo próprio desenvolvimento e gerenciamento torna o Cabo Max extremamente rápido e adaptável, em face das repentinas mudanças no cenário comunicacional, como é caso da atual situação da COVID-19. Com a versão Max 2020, o CCOMSEx reafirma sua vocação para a inovação e criatividade e o Cabo Max volta-se para o autoaprendizado (machine learning), visando uma futura promoção a Sargento.

Fonte: CCOMSEx


ÚLTIMAS

Terrestre

MAIS LIDAS