COBERTURA ESPECIAL - Pandemic War - Geopolítica

28 de Março, 2020 - 20:20 ( Brasília )

BR-CN - Nota da Embaixada da China dia 27 MAR 2020

A reação das redes sociais brasileiras obrigou a China a mudar de postura.

 

Matérias Relacionadas

Matérias sobre as ações e ataques da China ao Brasil e ao Governo Brasileiro

1 - China no Ataque - Valorize as relações China-Brasil, deputado Eduardo Link

 06 Abril 2020

2 - BR-CN - Nota da Embaixada da China dia 27 MAR 2020 Link

3 - Editorial DefesaNet - China Alia-se à Avenida Paulista e FHC Link

4 – China cria incidente diplomático Link

5 - Thread do Twitter que irritou o Governo Chinês Link


A nota transcrita e o original postado mais abaixo, foi publicada pela Embaixada da China na sexta-feira (27MAR2020).

Primeiramente na forma de Thread com 14 postagens. Posteriormente consolidadas neste documento com o mesmo conteúdo.

Mostra uma notável mudança das primeiras posições, onde a arrogância e ameaças, foram substituídas por um texto mais ameno.

Também tenta esclarecer as constrangedoras e comprometedoras reuniões do Embaixador Yang Wanming (@WanmingYang), com os governadores do Norte - Nordeste e uma até o momento não explicada reunião, fora de agenda, com o governador de São Paulo, João Dória.


Comparar este texto com a belicosa declaração anterior (BR-CN - Nota da Embaixada da China 19MAR2020)

 


SALVAGUARDAR EM CONJUNTO O DESENVOLVIMENTO SAUDÁVEL E ESTÁVEL DAS RELAÇÕES SINO-BRASILEIRAS CARTA ABERTA Á SOCIEDADE BRASILEIRA DA EMBAIXADA DA CHINA

1. Desde o surto da CONIlD-19 na China, o governo chinês, sob a liderança e a orientação do Presidente Xi Jinping, tem adotado medidas mais rigorosas e abrangentes para cumprir a sua grande responsabilidade de proteger a segurança da vida e a Saúde do seu povo e está conseguindo conter a propagação de forma efetiva. Atualmente, a situação na China está continuadamente melhorando: Com uma atitude responsável, a China também tem vindo a compartilhar a sua experiência do combate à COVID-19 e as informações relevantes com a comunidade internacional, sempre de maneira aberta e transparente. Os esforços envidados e os resultados alcançados pela China no combate à COVID-19 são altamente reconhecidos pela comunidade internacional, pelas Nações Unidas e pela Organização Mundial da Saúde, que consideram a abordagem chinesa uma referência para o mundo, que estabelece um novo padrão para a comunidade internacional.

Il. A COVID-19 está se espalhando globalmente, trazendo grande desafio ao mundo. A pandemia é inimigo comum da Humanidade. A China sustenta o conceito de Comunidade co um Futuro Compartilhado para a Humanidade e defende a cooperação internacional para triunfar nesta batalha. Para este fim, a China já prestou assistência material e técnica a mais de 80 países e organizações internacionais do mundo, doou US $ 20 milhões à Organização Mundial da Saúde, compartilhou as boas práticas de prevenção e controle da epidemia e está conduzindo pesquisa e desenvolvimento de medicamentos e vacinas junto com a comunidade internacional. Recentemente, o governo federal e alguns governos locais do Brasil também manifestaram o desejo de contar com o apoio material e técnico da China. O lado chinês está disposto a oferecer assistência dentro do seu alcance para ajudar o Brasil a vencer a COVID-19 com a maior brevidade.

III. Recentemente, constatamos que surgem algumas declarações totalmente infundadas contra a China nas redes sociais, e alguns indivíduos e grupos ignoraram fatos científicos básicos, fabricaram e disseminaram boatos maléficos, incitaram a xenofobia e racismo e até espalharam ódio. Suas narrativas absurdas e manejo sujo ultrapassaram os limites éticos humanos e causaram influências extremamente nocivas. Tal prática não apenas difamou a China, mas também feriu o ambiente amistoso entre os dois países, além de poder manchar a boa imagem do Brasil no coração do povo chinês, Repudiamos e opomo-nos veementemente a esses atos imorais e desprezíveis, Acreditamos que quaisquer tentativas de difamar a China e minar a fraternidade China-Brasil, seja quem for o seu autor, seja como for a sua forma, serão fracassadas.

IV. A China e o Brasil são parceiros amigos e a China tem sido o maior parceiro comercial do Brasil por 11 anos consecutivos, assim como o seu importante parceiro no campo de investimento. A China está comprometida em fortalecer a Cooperação bilateral e aprofundar a fraternidade entre os dois povos. Durante a conversa telefónica realizada há pouco entre o presidente Xi Jinping e o presidente Jair Bolsonaro, os dois chefes de Estado reiteraram o consenso de reforçar a cooperação global sino-brasileira, enfatizaram a importância de salvaguardar e desenvolver conjuntamente as relações bilaterais e mostraram a firme determinação de superar a pandemia de mãos dadas. A China está disposta a trabalhar com amigos de todos os setores da sociedade brasileira para resistir a todas as declarações que não condigam com a amizade entre os dois povos. O lado chinês também se coloca à disposição para trabalhar com o governo e os demais setores do Brasil para dar continuidade ao desenvolvimento saudável e estável das relações sino-brasileiras, beneficiando assim os nossos povos,

Embaixada da República Popular da China na República Federativa do Brasil




VEJA MAIS