COBERTURA ESPECIAL - Laser - Naval

23 de Maio, 2020 - 14:00 ( Brasília )

USS Portland dispara arma a laser e abate drone no primeiro teste no mar

O USS Portland (LPD-27) abateu com êxito um veículo aéreo não tripulado (UAV) com um Laser de estado sólido.



Megan Eckstein
US Naval Institute
22 Maio 2020

O navio anfíbio USS Portland (LPD-27) abateu um drone com uma arma a laser durante um primeiro teste com este sistema de laser de alta energia da Marinha.

A US Navy está atualmente desenvolvendo e testando uma série de sistemas a laser, algumas das quais são mais poderosas, mas adequadas apenas para navios com maior capacidade de geração de energia, como os de transporte anfíbio da classe San Antonio (LPD-17), enquanto outras são menos poderosos, mas poderia ser colocado em uma variedade maior de navios, incluindo os destróiers da classe Arleigh Burke.

Neste teste, o Portland disparou sua arma laser de alta potência contra um veículo aéreo não tripulado enquanto operava em Pearl Harbor, no Havaí, em 16 MAIO 2020, anunciou a Frota do Pacífico dos EUA em um comunicado à imprensa.

"Ao realizar testes avançados no mar contra VANTs e pequenas embarcações, obteremos informações valiosas sobre as capacidades do Demonstrador do Sistema de Armas a Laser em Estado Sólido contra ameaças em potencial", disse o capitão Karrey Sanders, comandante de Portland, no comunicado à imprensa.

"O Demonstrador do Sistema de Armas Laser de Estado Sólido é uma capacidade única que o Portland obtém para testar e operar para a Marinha, enquanto abre caminho para futuros sistemas de armas", acrescentou. "Com essa nova capacidade avançada, estamos redefinindo a guerra no mar para a Marinha".

Portland, um navio de transporte anfíbio da classe San Antonio, foi escolhido em 2018 para ser o primeiro navio a testar o Demonstrador do Sistema de Armas a Laser Solid State Laser - Maturação Tecnológica (the Solid State Laser – Technology Maturation  -SSL-TM) a Laser 2 (LWSD) Laser Weapon System Demonstrator (LWSD) MK 2 MOD 0, no mar.

Esta segunda iteração do SSL-TM, que se espera tornar-se uma arma a laser de 150 quilowatts, baseia-se nas lições aprendidas nas demonstrações e testes do Office of Naval Research (ONR) que remontam a 2011. O sistema original de armas a laser de 30 quilowatts (LaWS) foi usado pelo USS Ponce (AFSB (I) -15), na área de operações da 5ª Frota dos EUA de 2014 a 2017 para reunir dados e lições aprendidas sobre o desempenho do sistema em um ambiente operacional.

Esse SSL-TM subsequente desafiou os cientistas a fazerem avanços em áreas como o diretor de feixes e a combinação de feixes espectrais, que usam muitos lasers de diferentes comprimentos de onda e criam um feixe mais poderoso "agrupando-os", afirmou Frank Peterkin, da Marinha, tecnólogo sênior de energia direcionada, disse à USNI News no ano passado.

A arma estava sendo testada em uma instalação de Northrop Grumman em Redondo Beach, Califórnia, onde os engenheiros podiam testar subsistemas para reduzir riscos antes de enviar o sistema de armas para realizar testes em terra e depois os testes no mar em Portland.

Marinha também está trabalhando em uma arma a laser menos potente, o Laser de Alta Energia e o Óptico Integrado e Vigilância (High Energy Laser and Integrated Optical-dazzler and Surveillance - HELIOS), que está planejado para atingir 60 kW e pode ser instalado em navios como os destróieres de campo de hoje que têm menos margem de energia para adicionar novos sistemas. A Marinha também está buscando um Interditor Óptico de Deslumbrante, Marinha (ODIN), que não seria usado para derrubar ameaças, mas seria uma opção não-letal para advertir as embarcações inimigas que se aproximavam de um navio de guerra dos EUA.

Além do trabalho de Northrop Grumman no SSL-TM a bordo de Portland, a Lockheed Martin também está perseguindo uma arma a laser de 150kw. A Marinha anunciou no início deste ano que colocaria uma arma a laser - uma versão inicial deste sistema de armas, ainda em um nível de potência mais baixo, entende o USNI News - no USS Little Rock (LCS-9), um navio de combate litoral implantado nos EUA. 4ª Frota ainda este ano.






VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Prosub

Prosub

Última atualização 03 DEZ, 00:33

MAIS LIDAS

Laser