COBERTURA ESPECIAL - Israel - Aviação

13 de Janeiro, 2020 - 14:30 ( Brasília )

Israel - Chuvas Torrenciais submergem F-16 e param Merkavas

Oficial da Força Aérea admite erro ao não levar jatos em segurança durante enchentes



Redação DefesaNet
e Agências

 

Um oficial da Força Aérea de Israel reconheceu na segunda-feira que os militares cometeram um erro ao não remover vários jatos de combate de seus hangares subterrâneos durante uma forte tempestade na semana passada.

Segundo os militares, oito caças F-16 foram danificados quando os hangares inundaram a base aérea de Hatzor, no sul de Israel. Esperava-se que os aviões retornassem ao serviço em menos de uma semana, após reparos dispendiosos.

 "Foi um erro não esvaziar os hangares subterrâneos", disse o oficial da força aérea, falando sob condição de anonimato.

 O censor militar inicialmente impediu os meios de comunicação de reportar o incidente, recebendo críticas de que estava fazendo isso não para evitar danos à segurança nacional, mas para encobrir um episódio embaraçoso para a força aérea.

As inundações ocorreram quando chuvas fortes atacaram Israel na quinta-feira (09JAN20220), causando inundações generalizadas em várias cidades. As autoridades têm enfrentado críticas por infra-estrutura inadequada de drenagem que lidam com as chuvas. Pelo menos sete pessoas foram mortas em inundações até agora neste inverno.

As notícias do canal 12 relataram que vários mecânicos precisavam ser resgatados dos hangares inundados, com águas atingindo mais de um metro e meio de profundidade. A IDF não confirmou imediatamente o relatório, mas disse que nenhum soldado foi ferido na enchente.

O oficial observou que as precauções adequadas foram tomadas em outras bases aéreas e que nenhum outro equipamento foi danificado na tempestade.

“Até as 5 da manhã, a base estava seca. Das 5h às 17h30, aproximadamente 50.000 metros cúbicos de água inundaram a base ”, disse o oficial.

Os aviões foram mantidos em um hangar subterrâneo, conhecido em hebraico pelo acrônimo datak, que inundou com o repentino jorro de água da chuva.

Segundo o oficial, cinco aviões foram levemente prejudicados pelas águas da enchente, enquanto os outros três foram mais seriamente danificados.

"A avaliação é que, no máximo em uma semana, todos eles voltarão ao serviço", disse o oficial.

Um porta-voz das Forças de Defesa de Israel disse que os militares ainda não sabiam exatamente quanto custaria para consertar os aviões. As estimativas iniciais variaram entre milhões e dezenas de milhões de shekels.

O oficial da força aérea disse que uma investigação inicial do erro foi concluída e que "lições foram aprendidas".

O oficial acrescentou que as inundações "não prejudicaram a capacidade operacional da força aérea".

No domingo, todas as pistas foram liberadas e os vôos na base aérea de Hatzor voltaram ao normal, disse o oficial.

Os militares disseram que funcionários da base da força aérea bombearam a água da chuva dos hangares no fim de semana.

Áreas de Israel experimentaram um dos invernos mais chuvosos já registrados, com algumas cidades inundadas repetidamente pelas chuvas.

Nas Colinas de Golan, que é um terreno rochoso, apresentou uma inusitada dificuldade para os pesados Carros de Combate Merkava.



VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Guerra Informação e Híbrida

Guerra Informação e Híbrida

Última atualização 28 SET, 14:00

MAIS LIDAS

Israel