COBERTURA ESPECIAL - DQBRN - Geopolítica

17 de Março, 2020 - 09:00 ( Brasília )

Presidente Sebastián Piñera anuncia fechamento de fronteiras para entrada de estrangeiros após decretar a etapa 4 do coronavirus no Chile


O Presidente da República do Chile, Sebastián Piñera, anunciou nesta segunda-feira (16) que o Chile passou para estágio 4 do coronavirus, em que ocorre a circulação viral e a transmissão comunitária da doença. Diante disso, foi determinado que, a partir de quarta-feira, 18 de março, todas as fronteiras terrestres, marítimas e aéreas do Chile serão fechadas para a entrada de estrangeiros.

Cidadãos chilenos e residentes permanentes no Chile vindos de locais de alto risco podem entrar no país passando pela Alfândega Sanitária e respeitando uma quarentena obrigatória de 14 dias.

Como o fechamento das fronteiras começa apenas em 18 de março, está mantido no momento o decreto do governo que determina que os viajantes que venham do Irã, China, República da Coréia, Japão, Alemanha, França, Espanha e Itália devem realizar isolamento obrigatório de 14 dias. Os viajantes que não estiveram no território dos países mencionados estão isentos desta medida.

Onde se realizará o isolamento?

Em relação ao local do isolamento para chilenos e residentes permanentes do país, as autoridades de Saúde indicam que o mesmo poderá ser realizado em residências particulares, com a família e/ou amigos do viajante ou, na falta deste, em um serviço de hospedagem turística, informando o endereço do local às autoridades sanitárias do país.

Neste último caso, o custo deve ser necessariamente financiado por cada visitante e é recomendado, de acordo com as instruções do Ministério da Saúde, que a acomodação seja individual, com banheiro privativo e boas condições de ventilação.

Além disso, o transporte entre aeroporto e acomodação deve ser realizado de acordo com os protocolos que a Autoridade de Saúde do país indicará no momento em que o viajante entrar no país.

Para impedir a propagação desse vírus, declarado pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Governo também determinou que apenas eventos públicos estritamente necessários e com uma participação máxima de 50 pessoas podem ser realizados. Foi recomendado também evitar qualquer viagem ou deslocamento que não seja estritamente necessário, preferindo a permanência em casa.

Em relação às fronteiras marítimas, no último fim de semana o Governo anunciou que, de 15 de março (último domingo) até 30 de setembro, navios de cruzeiro de passageiros estão proibidos em todos os portos chilenos, devido ao risco de importação de novos casos do vírus.

As autoridades de turismo reforçam o apelo, tanto à indústria nacional de Turismo quanto aos viajantes que entram no Chile, para exercer um turismo responsável e informado e colaborar com a adoção de medidas preventivas que visam proteger a saúde da população.

No site https://www.gob.cl/coronavirus/ é possível encontrar todas as informações atualizadas sobre o plano de ação estabelecido pelo Governo do Chile para enfrentar esta pandemia.

*A saída de estrangeiros do Chile segue normalmente; até o momento, somente a proibição da entrada de estrangeiros no país foi decretada

Links de interesse:


VEJA MAIS