COBERTURA ESPECIAL - Crise - Geopolítica

31 de Julho, 2019 - 12:15 ( Brasília )

Primeiro-ministro irlandês diz que Brexit sem acordo levantaria questão da unificação da Irlanda


A questão da unificação da Irlanda e da Irlanda do Norte, que faz parte do Reino Unido, irá inevitavelmente aparecer se o Reino Unido deixar a União Europeia sem um acordo no dia 31 de outubro, disse o primeiro-ministro da Irlanda, Leo Varadkar.

Ele também avisou que o chamado Brexit duro poderia prejudicar o lugar da Escócia dentro do Reino Unido. Seus comentários na sexta-feira provocaram uma repreensão aguda do maior partido pró-britânico da Irlanda do Norte, o Partido Unionista Democrático, cujo membro do Parlamento Ian Paisley disse que a linguagem do governo irlandês era “desnecessária e agressiva”.

Perguntado em um fórum de política se o governo irlandês pretendia começar a se planejar publicamente por uma Irlanda unida, Varadkar disse que não no presente, pois isso poderia ser visto como uma provocação pelos unionistas pró-britânicos na Irlanda do Norte. 

“Mas no evento de um Brexit sem acordo, essas questões irão aparecer”, disse. 

“Se o Reino Unido tirar a Irlanda do Norte da União Europeia contra as vontades da maioria do povo na Irlanda do Norte - tirar deles a cidadania europeia e prejudicar o Acordo da Sexta-Feira Santa - fazendo isso, essas questões irão aparecer, queiramos isso ou não”, disse Varadkar em conferência na MacGill Summer School, no noroeste da Irlanda.



Outras coberturas especiais


Guarani

Guarani

Última atualização 06 AGO, 12:00

MAIS LIDAS

Crise