COBERTURA ESPECIAL - Venezuela - Geopolítica

08 de Fevereiro, 2018 - 23:00 ( Brasília )

1ª Bda Inf Sl – Recebe Visita do Embaixador do Canadá no Brasil



Fotos: 1ª Bda Inf Sl


Boa Vista (RR) - No dia 6 de fevereiro, a 1ª Brigada de Infantaria de Selva (1ª Bda Inf Sl), “Brigada Lobo D’Almada”, recebeu a visita do Embaixador do Canadá no Brasil em viagem ao Estado de Roraima.

O General-de-Brigada Gustavo Henrique Dutra de Menezes, Comandante da 1ª Bda Inf Sl, recepcionou o Embaixador do Canadá Riccardo Savone e os integrantes da comitiva canadense, com honras militares, no Espaço Cultural Lobo D’Almada.

Em seguida foi ministrada uma palestra no auditório da Brigada e foram apresentadas as principais peculiaridades do Estado de Roraima, bem como as características, possibilidades, estruturas e atividades realizadas pela 1ª Bda Inf Sl. Coroando a visita, o comando da 1ª Bda Inf Sl ofereceu um almoço à ilustre comitiva, no salão de honra, e logo após, houve os agradecimentos, entrega de lembranças e despedidas.



O General-de-Brigada Gustavo Henrique Dutra de Menezes, Comandante da 1ª Bda Inf Sl, recepcionou o Embaixador do Canadá Riccardo Savone e os integrantes da comitiva canadense, com honras militares, no Espaço Cultural Lobo D’Almada.



Matéria Folha Roraima
05 Fevereiro 2018

Embaixada canadense doa contêineres para abrigo de migrantes do Pintolândia

 

A embaixada canadense em parceria com a PADF (Fundação Pan-Americana para o Desenvolvimento) fizeram a doação de dois contêineres para serem utilizados com atividades de educação e saúde no abrigo de imigrantes do bairro Pintolândia. A cerimônia de entrega das unidades foi na manhã desta segunda-feira, 5.

 

Atualmente o local funciona como unidade de acolhimento para 453 imigrantes venezuelanos indígenas, gerido por meio da parceria entre o Governo do Estado e o apoio de entidades não-governamentais, como a Fraternidade (Federação Humanitária Internacional). Além deste local, o Governo do Estado tem atuado em outros dois abrigos para acolhimento aos imigrantes, no bairro Tancredo Neves e em Pacaraima, totalizando cerca de 1.300 imigrantes nos três locais.

“O que for preciso para apoiar um irmão, não há dúvidas, iremos fazer. O Governo do Canadá inaugura esses dois contêineres, um pequeno projeto que apoia nossa parceria com o governo brasileiro e os brasileiros em geral. Esta é uma solução local para um problema que é global”, ressaltou o embaixador do Canadá no Brasil, Riccardo Savone.

Para a secretária-adjunta do Trabalho e Bem-Estar Social, Edilânia Mangueira, as parcerias são extremamente relevantes para que Governo do Estado se fortaleça na prestação dos serviços aos imigrantes. “Os dois contêineres irão proporcionar mais qualidade na prestação dos serviços de educação e no setor de saúde, com espaço confortável para receber esses atendimentos”.

    

Representantes da Embaixada do Canadá visitaram o abrigo de migrantes do Pintolândia e fizeram a doação de dois contêineres

“O Governo está fazendo o possível para atender as questões da imigração, tanto pelo fator humanitário como para resguardar a população do nosso Estado. Por isso, estamos buscando ajuda junto ao Governo Federal e parcerias, e apoio vem chegando e é muito bem-vindo”, esclareceu o comandante do CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima), coronel Doriedson Ribeiro.

DOAÇÃO – A coordenadora do abrigo, Sandra Palomino, explicou que um dos contêineres será utilizado para os atendimentos de saúde, realizados semanalmente pela Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena), assim como pela equipe da Fraternidade (Federação Humanitária Internacional).

Já o outro, funcionará para a área educacional, com atividades lúdicas e alfabetização para as crianças do abrigo. Hoje são mais de 200 crianças em idade escolar vivem no local.

“É ensinado o português como forma de transição para ajudá-los a ingressar na escola regular, além do projeto ‘La casa dos niños’, com atividades educacionais no idioma warao e espanhol”, salientou a coordenadora.

REPASSE FEDERAL – O único repasse realizado pelo Governo Federal até o momento foi de R$ 480 mil, por meio do Ministério de Desenvolvimento Social, para subsidiar as ações junto aos imigrantes venezuelanos em Roraima. Este recurso foi executado para contratação de 12 profissionais, sendo oito de nível superior (psicólogo, assistente social, antropólogo e coordenador) e quatro de nível médio (agente sócio-instrutor), para atuação nesses abrigos. Além disso, está sendo utilizado para distribuição de alimentos e cargas de gás.

Mas o Governo do Estado já está pleiteando novo aporte de recursos junto ao Governo Federal, que se encontra em análise no Ministério do Desenvolvimento Social, que serão destinados à manutenção das ações junto aos imigrantes venezuelanos.

“Aguardamos que o Governo Federal dê uma resposta positiva em relação ao repasse de recursos, já que as parcerias são benéficas, mas não são suficientes para dar uma resposta diária junto aos imigrantes, por isso essa resposta do Governo Federal é extremante necessária à continuidade dessas ações”, salientou Edilânia Mangueira.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


PROSUPER

PROSUPER

Última atualização 18 JUN, 22:10

MAIS LIDAS

Venezuela

7