COBERTURA ESPECIAL - Vant - Aviação

08 de Agosto, 2017 - 12:25 ( Brasília )

Forças militares podem destruir drones que sobrevoarem bases norte-americanas, diz Pentágono


O Pentágono deu sinal verde para mais de 130 bases militares norte-americanas pelos Estados Unidos derrubarem drones particulares e comerciais que possam colocar em perigo a segurança da aviação ou que apresentem outras ameaças.

O número de aeronaves não tripuladas nos ares norte-americanos foi ampliado nos anos recentes e continua crescendo rapidamente – junto à preocupação entre autoridades norte-americanas e do setor privado de que drones perigosos e até mesmo hostis podem chegar muito perto de locais como bases militares, aeroportos e estádios esportivos.

Embora as ações específicas que as forças militares dos EUA podem tomar contra drones sejam confidenciais, elas incluem destruir ou tomar drones particulares e comerciais que apresentam uma ameaça, disse o porta-voz do Pentágono, o capitão da marinha Jeff Davis, a repórteres nesta segunda-feira. As instruções confidenciais foram distribuídas no início do mês passado.

O Pentágono enviou instruções não confidenciais sobre como comunicar a política para comunidades na sexta-feira. “O aumento de drones comerciais e particulares nos Estados Unidos aumentou nossas preocupações a respeito da proteção e segurança de nossas instalações, segurança da aviação e segurança do povo”, disse Davis.

Em abril, voos de quase todos os drones sobre 133 instalações militares dos EUA foram banidos por conta de preocupações com segurança.


VEJA MAIS