COBERTURA ESPECIAL - Vant - Terrestre

20 de Agosto, 2016 - 01:00 ( Brasília )

FT Sistemas - VANTs apoiam as Forças Armadas na segurança dos Jogos Olímpicos




Os VANTs (Veículos Aéreos Não Tripulados) da FT Sistemas estão apoiando as Forças Armadas na segurança dos Jogos Olímpicos Rio 2016. O VANT FT100 – certificado pelo Ministério da Defesa como PED (Produto Estratégico de Defesa) -- vem sendo empregado em missões de vigilância, monitoramento, detecção de alvos e levantamento de informações.

Segundo o Comandante da Companhia de Precursores Paraquedista, Major Reynaldo Rangel Junior, o Sistema de Aeronaves Remotamente Pilotadas (SARP), como também é conhecido o Vant, é um sensor de captação e transmissão de dados em tempo real que contribui muito com o trabalho do Exército.

“A Tropa de Precursores Paraquedista é especializada em missões de reconhecimento na Brigada de Infantaria, no Rio de Janeiro, verificando com antecedência as áreas de interesse e influência de onde ocorrerá uma operação, como as zonas de lançamento para os paraquedistas e para o pouso de helicópteros. As características do SARP facilitam essas ações, porque o equipamento é portátil, pode ser operado de dia ou à noite e dispensa pistas para pousos e decolagens”, explica.

Ele destaca ainda que, além das missões de reconhecimento, essa ferramenta pode ser empregada em atividades de inteligência, vigilância e na aquisição (reconhecimento, detecção e identificação) de alvos, contribuindo para a tomada de decisão dos comandantes militares que podem, em tempo real, ter acesso a dados necessários para as operações.

Em grandes eventos como os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, o Major ressalta que o Exército Brasileiro conta com o SARP FT100 em missões de reconhecimento de área e monitoramento de pontos específicos, a fim de detectar e identificar alvos em potencial.

"Atualmente, a tecnologia influencia decisivamente o sucesso das manobras militares e este equipamento comprova que as Forças Armadas estão acompanhando a evolução do combate moderno", reforça o comandante. A Companhia de Precursores Paraquedista possui equipes treinadas para operação nos Jogos, sendo responsável pelo emprego de meio dentro do EB.

O FT100 é um vant de propulsão elétrica, podendo ser lançado com a mão. Com envergadura de 2,7 metros, comprimento de 1,9 metros e pesando em torno de oito quilos, a aeronave não tripulada tem aplicação trial, podendo atender missões militares, de governo e também em projetos privados. Além da Olimpíada, o FT100 é um dos equipamentos estratégicos empregados no monitoramento de fronteiras e busca de alvos, dentro do projeto Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras) e já é exportado para países do continente africano.

Para o diretor-presidente da FT Sistemas, Nei Brasil, essa parceria junto às Forças Armadas Brasileiras credencia a empresa a atuar nos mercados interno e externo. Ele também ressalta o orgulho da empresa em integrar um evento dessa dimensão.

“É motivo de muito orgulho podermos equipar nossas Forças Armadas e colaborar com nosso país para a realização de projetos de tamanha envergadura como os Jogos Olímpicos ou mesmo o Sisfron. Demonstra que o investimento em inovação é uma alternativa viável para o Brasil e, nesse caso, nos dá a possibilidade de mostramos ao mundo nosso estágio de desenvolvimento como Nação”, conclui Brasil.
 
Sobre a FT Sistemas

A FT Sistemas foi fundada em 2005 com a premissa de desenvolver VANTs Táticos Leves para o Brasil e para o mundo, diretamente da sede da aviação nacional, em São José dos Campos.

Com foco no mercado civil e militar, a FT tem posição estratégica para o estabelecimento de programas de desenvolvimento tecnológico no país, já tendo participado dos principais programas e projetos brasileiros de Aeronaves Remotamente Pilotadas capitaneados pelo Ministério de Defesa.

A empresa vem investindo no desenvolvimento de sistemas críticos de navegação e controle, e, em novos produtos e soluções. Para isso, conta com uma equipe de profissionais vindos das mais importantes entidades de formação de pessoal técnico no ramo aeronáutico e de sistemas, como: Instituto Tecnológico de Aeronáutica-ITA, USP-São Carlos, PUC-RS e Instituto Militar de Engenharia-IME.

Com atuação de destaque nacional na área de Aeronaves Remotamente Pilotadas, foi homologada pelo Ministério da Defesa como uma Empresa Estratégica de Defesa-EED, através da Portaria no 3.228/2013 MD, transformando-se, portanto, na empresa nacional fornecedora destes equipamentos para as Forças Armadas. Para mais informações, visite www.ftsistemas.com.br.