COBERTURA ESPECIAL - US - Aviação

14 de Fevereiro, 2020 - 12:10 ( Brasília )

Força Aérea dos EUA permitirá turbante, barba e hijab




A Força Aérea dos Estados Unidos atualizou sua política de vestimentas para incluir sikhs e muçulmanos que desejam utilizar elementos de suas fés no serviço militar.

Finalizadas na semana passada, as novas diretrizes permitem a utilização de turbantes, barbas, cabelo não aparado e hijabs. A condição, segundo a CNN, é que suas aparências sejam mantidas “limpas e conservadoras” salvo em circunstâncias extremamente limitadas.

Uma revisão final das medidas deverá acontecer em 30 dias para os soldados que estão nos Estados Unidos. Para os aviadores que estão no exterior, o prazo é de dois meses. Anteriormente, os muçulmanos e sikhs na Força Aérea precisavam pedir autorização individual, que era concedida caso a caso em um processo que podia ser demorado.

A autorização, segundo grupos que defendem os direitos dos sikhs e de muçulmanos, é um passo significativo em direção à inclusão, mas medidas mais aprofundadas são necessárias. Tanto a Coalizão Sikh e a Aliança dos Veteranos Americanos Sikh (Sava, na sigla em inglês) defendem que as Forças Armadas americanas permitam a inclusão total de minorias religiosas

— O Departamento de Defesa deveria ter uma política consistente e abrangente para a acomodação religiosa — disse Kamal Singh Kalsi, presidente da Sava, defendendo a extensão das diretrizes adotadas pelo Exército em 2017. — Aqueles que estão comprometidos e são qualificados para servir o nosso país em  uniformes deveriam poder fazê-lo de uma maneira mais otimizada e eficiente.



Outras coberturas especiais


Fuzileiros Navais

Fuzileiros Navais

Última atualização 18 FEV, 20:00

MAIS LIDAS

US