COBERTURA ESPECIAL - TOA - Defesa

08 de Dezembro, 2017 - 14:30 ( Brasília )

1ª Bda Inf Sl – Patrulha de Reconhecimento ao Monte Caburaí



 

Boa Vista (RR)

   
No dia 22 de novembro a 1ª Brigada de Infantaria de Selva deflagrou a Operação Monte Caburaí, a qual teve a duração de 13 (treze) dias e findou no dia 07 de dezembro do corrente ano.
   
A operação teve a finalidade de realizar os patrulhamento dos marcos fronteiriços no ponto mais setentrional do território nacional levando a presença do Estado Brasileiro um dos pontos mais ermos do Brasil.
   
A Força Tarefa composta por 27 (vinte e sete) integrantes de todas organizações militares (quartéis) de Boa Vista e do 1º Batalhão de Infantaria de Selva, sediado em Manaus, percorreu 992 km de viatura e 164 km a pé.


   
Localização do Monte Caburaí


Durante a execução houve a necessidade da presença de um intérprete indígena do 6º Pelotão Especial de Fronteira (6º PEF), Soldado Semeão, da etnia Ingarikó, haja vista as comunidades visitadas não falarem a língua portuguesa.
   
Ao fim da missão, após 19 (dezenove) anos que a última patrulha esteve naquela localidade, foi realizado o hasteamento do pavilhão nacional materializando a presença do Estado naquela região.
   
Para o General Gustavo Henrique Dutra de Menezes, Comandante da 1ª Brigada de Infantaria de Selva a presença dos militares naquela área longínqua representa a capacidade do Exército Brasileiro, por meio de seus integrantes, de manter imaculada as fronteiras brasileiras, bem como a possibilidade de manter o treinamento dos militares no ambiente de selva e o sentimento de brasilidade.


 




Observar que o militar ao fundo opera um telefone satelital.








As duas imagens acima poderiam passar como regiões do Paraná ao Rio Grande do Sul.


VEJA MAIS