12 de Fevereiro, 2019 - 09:00 ( Brasília )

Terrestre

Unimog: Na luta contra o tempo


Esse ano, a preparação para a famosa corrida de esqui Hahnenkamm, na Áustria, foi uma verdadeira batalha contra a neve. Para a competição acontecer normalmente, a Daimler e a Kahlbacher enviaram um super Unimog com dispositivo corta-neve para limpar o local e deixá-lo pronto para o evento.

E deu certo! A neve foi removida rapidamente e a corrida aconteceu no dia e horário previstos.



Unimog: Invencível e econômico

E a empresa T. Shepperson Contracting, de St. Neots, na Inglaterra, não pensou duas vezes! Escolheu o invencível Unimog U 423 para realizar diversas tarefas em seu negócio, desde o transporte de terra de escavação até operações de agricultura e a entrega de óleo usado nas instalações de descarte.

O fator determinante para a compra foi a comparação do consumo de combustível do U 423 com outros veículos da frota. Essa batalha, o Unimog venceu sem esforço.

Na média diária, o U 423 consome 30 litros a menos, o que representa uma economia de cerca de 1.350 Euros por mês. O U 423 tem motor diesel de quatro cilindros em linha de 5.1 litros com potência de 170 kW (231 hp). Além disso, o veículo tem câmbio de oito marchas à frente e seis marchas à ré.

UNIversal-MOtor-Gerät


Unimog (do alemão "UNIversal-MOtor-Gerät") é a designação de uma série de caminhões off-road produzida pela Mercedes-Benz. Devido às suas capacidades off-road, pode ser usado em florestas, montanhas e desertos como veículo militar, de bombeiros, expedições, e até mesmo em competições de camiões como o Rally Dakar.

Na Europa são usados ??como limpa neves, para o transporte de equipamentos municipais, agrícolas, de construção civil e como veículos rodoferroviários.

A Unimog surgiu pouco depois da Segunda Guerra Mundial, como um veículo para ser utilizado na agricultura, num papel mais polivalente que o tractor tradicional, nomeadamente ao nível da velocidade em estrada, pela Erhard und Soehne.

Uma herança deste passado agrícola, era a largura original entre rodados de 1,20 m, que correspondia à distância entre duas filas de batatas plantadas. Os trabalhos no novo modelo iniciaram-se em janeiro de 1946, e o primeiro protótipo estava operacional no final desse ano. Este protótipo estava equipado com um motor a gasolina, pois o desenvolvimento do motor diesel não estava ainda concluído.

O aspecto externo deste protótipo era já muito semelhante ao que a Unimog iria ter. A produção da Unimog iria arrancar em 1947, já equipada com o motor diesel de 25-hp (19 kW) OM636 da Daimler Benz diesel.

Fabricada originalmente pela Boehringer, uma vez que por um lado a Erhard und Soehne não tinha a capacidade de produção, e por outro pela interdição imposta pelos Aliados no pós-guerra à Mercedes-Benz de produzir veículos todo o terreno; só em 1951 (quando a limitação foi levantada) a Unimog começou a poder usufruir de uma rede de distribuição e vendas fora da Alemanha.

Dada a sua versatilidade, e capacidade de circulação em todos os tipos de terreno, rapidamente a Unimog foi adoptada pelas forças armadas de vários países. Comprada em grande quantidades por Portugal, a Unimog viu serviço activo em todas as frentes durante a Guerra Colonial, e ainda hoje equipa várias unidades e serviços. No Brasil é utilizada, por exemplo, pela Força de Fuzileiros da Esquadra.



ÚLTIMAS

Terrestre

MAIS LIDAS