25 de Novembro, 2016 - 12:20 ( Brasília )

Terrestre

9ª Região Militar – Operação Midas Norte


A 9ª Região Militar realizou, entre os dias 10 e 19 de novembro, por intermédio do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados (SFPC/9) e com o apoio da Polícia Federal, Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e Batalhão de Operações Especiais (BOPE), a Operação Midas Norte. O objetivo foi a fiscalização de pessoas jurídicas que lidam com Produtos Controlados pelo Exército (PCE), com ênfase em explosivos, artigos químicos, munições e armamentos.

As fiscalizações foram executadas no Norte de Mato Grosso, em regiões que compõem a área de responsabilidade da 9ª Região Militar. Além da inspeção das atividades com produtos controlados, a ação visou levar informação aos que trabalham com o material, buscando regular o trato correto, seguro e legalizado desses produtos.

Os primeiros dias da operação foram reservados para atividades voltadas ao preparo e informação dos participantes de cada equipe. Ministraram-se capacitações teóricas e práticas, com instrução avançada de tiro; técnicas de identificação, contato, manipulação e descarte de produtos controlados; treinamento com equipamentos de comunicação via satélite; e ambientação sobre a área de operações.

Foram realizadas 59 inspeções em empresas de extração de minério, prestadoras de serviço de detonação para construção civil, depósitos de explosivos e produtos químicos e comércios de armas e munições. No total, a operação empregou dez equipes, em ambiente interagências, compostas por militares do Exército e integrantes dos Órgãos de Segurança Pública, abrangendo mais de dez municípios da região Norte de Mato Grosso, totalizando 60.000 km rodados.

As ações resultaram em três prisões e na autuação de seis empresas por não atenderem à legislação vigente. Nas proximidades do município de Nova Santa Helena (MT), foram apreendidos 908 kg de emulsão encartuchadas, 5.500 kg de ANFO, 2.427 metros de cordel detonante, 7,5 metros de estopim e outros acessórios de explosivos. Além disso, em Sinop (MT), cerca de 120 mil munições de diferentes calibres, 61,4 kg de pólvora, 17.148 espoletas, uma espingarda e outros produtos controlados foram apreendidos em um comércio.

O sucesso desse tipo de operação só tem sido possível pelo esforço conjunto entre o Exército e os órgãos de segurança pública, bem como pelo comprometimento dos militares. Ações como essas serão intensificadas, objetivando a legalização das empresas, o correto manejo de produtos controlados e a redução do desvio desses artigos para uso em atividades ilícitas, contribuindo para o aumento da sensação de segurança da população.