25 de Julho, 2018 - 12:20 ( Brasília )

Tecnologia

Indra e CODALTEC desenvolvem o primeiro sistema de defesa antiaérea de fabricação latino-americana

Projeto desenvolvido na Colômbia representa um grande passo para o país

A Indra, empresa global de consultoria e tecnologia, e a Corporação de Alta Tecnologia para a Defesa (CODALTEC) da Colômbia trabalham no desenvolvimento de um avançado sistema de defesa antiaérea para a região. Trata-se da primeira iniciativa desse tipo desenvolvida de maneira integral na América Latina, que deve trazer resultados positivos também para outros países na região.

Para desenvolvê-lo, as empresas trabalham em conjunto no desenvolvimento de sistemas de comando e controle, área tecnológica na qual a Indra é líder global. Esse aparelho deve receber os dados apresentados por diferentes sensores e agrupar essas informações para apresentar uma visão integrada e completa aos comandos militares. Dessa forma, será possível detectar de forma imediata qualquer risco e neutralizá-lo rapidamente.

Mas a solução não deve ficar restrita ao território colombiano. Por ser projetado com alta escalabilidade e flexibilidade, poderá ser facilmente adaptado para necessidades específicas de cada cliente, sendo aplicado tanto para áreas específicas quanto para blindar o espaço aéreo de países inteiros.

O projeto representa um salto qualitativo que contribuirá, junto com as demais iniciativas do Grupo Social e Empresarial da Defesa (GSED), para acelerar ainda mais o aumento de capacidades da indústria de Defesa Colombiana e torná-la uma das principais referências no assunto na região.

Este não é o primeiro projeto que ambas as empresas desenvolvem juntas. Em 2004, Indra e CODALTEC trabalharam em conjunto para oferecer à Força Aérea da Colômbia um radar tático avançado de alta mobilidade denominado TADER (Tactical Air Defense Radar), primeiro radar militar de vigilância aérea desenvolvido na Colômbia, cujo objetivo é detectar aeronaves que voem em baixa altitude.

A Indra é uma das principais companhias globais de tecnologia e consultoria e o sócio tecnológico para as operações-chave dos negócios de seus clientes em todo o mundo. É um fornecedor líder mundial de soluções próprias em segmentos específicos dos mercados de transporte e defesa e a empresa líder em tecnologias da informação na Espanha e América Latina. Possui uma oferta integral de soluções próprias e serviços avançados e de alto valor agregado em tecnologia, que combina com uma cultura única de confiabilidade, flexibilidade e adaptação às necessidades dos seus clientes.

A Indra é líder mundial no desenvolvimento de soluções tecnológicas integrais em campos como Defesa e Segurança; Transporte e Tráfego; Energia e Indústria; Telecomunicações e Mídia; Serviços Financeiros; Processos Eleitorais; e Administrações Públicas e Saúde. A Minsait é a unidade de negócio de transformação digital da Indra. No exercício de 2017, a Indra teve entradas de 3,01 bilhões de euros, 40.000 funcionários, presença local em 46 países e operações comerciais em mais de 140 países.

A Corporação de Alta Tecnologia para a Defesa - CODALTEC – é uma organização sem fins lucrativos, criada a partir de uma aliança entre o Ministério Da Defesa da Colômbia, o Governo de Meta e a Prefeitura de Villavicencio. Foi criada para suprir as necessidades do Setor de Defesa colombiano e promover o desenvolvimento de capacidades na área tecnológica, a fim de realizar suas próprias soluções, apoiando não somente o ambiente operacional da Força Pública como também o avanço da indústria nacional.

A corporação trabalha junto com empresas privadas, que formam a base industrial de defesa, aproveitando suas capacidades e integrando-as ao processo que permite suprir as necessidades tecnológicas da força pública e a indústria em geral.

Atualmente, a CODALTEC está executando as apostas de modelação - simulação, sensores e gestão tecnológica – em que se sobressaem os simuladores de aeronaves remotamente tripuladas, dos modelos Scan Eagle e Raven; de aviões tipo Caravan; do veículo blindado 4X4 Pegaso e o Simulador de Polígono de Tiro entregue à Polícia Nacional.

Culminando, além disso, no sucesso da transferência de tecnologia e conhecimento na Espanha, e os sistemas de radar SINDER e TADER, hoje a serviço das Forças Militares da Colômbia. Da mesma maneira, o desenvolvimento e implementação do sistema de informação da área de saúde para as Forças Militares do país, denominado SALUD.SIS.