COBERTURA ESPECIAL - Tank - Terrestre

08 de Agosto, 2017 - 09:50 ( Brasília )

VBCCC K2 do Exército da Coréia do Sul


ST José Lino- CI Bld


A VBCCC K2 Black Panther foi desenvolvida no ano de 2014 para equipar o Exército da República da Coréia do Sul, pela empresa Hyundai Rotem. O blindado está equipado com a mais recente tecnologia de combate e proteção para modernizar o Exército sul-coreano buscando utilizar ao máximo a indústria nacional.

Apresenta alta mobilidade e manobrabilidade proporcionada pelo conjunto de força e por um sistema de suspensão e navegação avançado. Como armamento principal o K2 possui um canhão L55 de 120 mm produzido na Coreia do Sul.

A arma é alimentada por um carregador automático e a tripulação é constituída por três integrantes (comandante, atirador e motorista). O blindado transporta 40 munições de 120 mm, sendo que 16 são transportadas no carregador automático e 24 em colméias na torre principal.

O blindado possui também como armamento secundário uma metralhadora coaxial de 7,62 mm instalada no lado esquerdo da torre principal e uma metralhadora de 12,7 mm K-6 (M2 HB) na parte superior direita da torre para uso contra infantaria e veículos levemente blindados e lançadores de fumígenos.

O veículo utiliza um sistema de suspensão leve e simples que confere ao veículo um perfil mais baixo, podendo também inclinar-se para um dos lados ou ainda assumir uma maior distância ao solo o que permite que ele tenha uma melhor manobrabilidade em terreno acidentado além da silhueta reduzida.

Essa funcionalidade permite que o CC dispare sua arma principal em declive, algo que muito poucos blindados podem fazer dando-lhe também melhor capacidade de engajar aeronaves em baixo vôo.



O sistema de suspensão também dá ao CC uma vantagem ao realizar deslocamentos em terrenos irregulares, pois pode ser ajustada automaticamente para diminuir a vibração.

O veículo possui a capacidade de atravessar cursos de água de até 4,1 metros de profundidade usando um equipamento snorkel, superar inclinações de até 60 graus e obstáculos verticais de 1,3 metros de altura.

O K2 utiliza um sistema de proteção ativa tipo interceptador com dois lançadores, cada um deles armado com dois tubos de lançamento. Os lançadores são acoplados a um conjunto de radares separados dos dedicados ao controle de fogo e de alerta, localizados na frente da torre do blindado.

O blindado está equipado com um tipo desconhecido de blindagem composta. Possui um sistema de alerta laser, receptores de alerta de radar instalados no arco frontal e um sistema de identificação amigo-inimigo (IFF).

O sistema IFF emprega códigos criptografados que mudam automaticamente para melhorar a segurança da rede, bem como a capacidade de proteção do blindado. Para a navegação o blindado está equipado com GPS e um sistema de navegação inercial.

O veículo está equipado com um motor de 1.500 cv, diesel, de fabricação coreana, automático, com autonomia de 450 km e velocidade máxima de 70 km/h.

O motor possui um tamanho menor que muitos outros tipos. Isso possibilitou que fosse instalado um pequeno motor de turbina a gás, produzido pela Samsung Techwin e capaz de produzir 100 cavalos de potência.

Seu objetivo será funcionar como uma unidade de energia auxiliar para o blindado alimentar seus sistemas, mesmo quando os motores principais estiverem desligados. Isso permitirá que o CC conserve combustível e reduza as assinaturas térmicas e a acústica geral do veículo.