COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Tecnologia

07 de Maio, 2018 - 09:50 ( Brasília )

Airbus acrescenta precisão extra ao altímetro do satélite Sentinel-3

O radiômetro de microondas da Airbus fornecerá precisão adicional, ao corrigir imprecisões causadas pelo vapor d'água na atmosfera

Um novo e altamente preciso Radiômetro de Microondas (MWR), fabricado pela Airbus está pronto para entrar em operação após seu lançamento no satélite Sentinel-3B construído pela Thales Alenia Space como contratada principal para este programa.

É um dos instrumentos essenciais da sonda Sentinel-3, que mede a umidade atmosférica como uma informação suplementar para a correção da trajetória troposférica do sinal do altímetro.

Além disso, os dados do MWR são úteis para medir a emissividade de superfície e a umidade do solo em terra, investigações do orçamento de energia superficial que dão suporte aos estudos atmosféricos e de caracterização do gelo.

Essas medidas corrigidas, juntamente com um modo de altitude digital, ajudam o altímetro de radar a funcionar no modo SAR (Radar de Abertura Sintética), que é muito mais preciso e oferece uma resolução espacial muito melhor ao longo da faixa.

Os dados produzidos permitirão aos cientistas monitorar as mudanças no nível do mar, a temperatura da superfície do mar, gerenciar a qualidade da água e rastrear a poluição marinha e a produtividade biológica.

Eles também fornecerão um serviço de monitoramento da terra com detecção de incêndios florestais, mapeamento da cobertura da terra e monitoramento da saúde da vegetação. Isso fornecerá dados complementares para a missão ótica multiespectral do Sentinel-2.

A Airbus também é responsável pela arquitetura térmica da nave Sentinel-3, que garantirá o desempenho correto durante as variações extremas de temperatura a que o satélite será submetido em órbita, e pelo sistema crio-resfriador do Radiômetro de Temperatura da Superfície Marítima e Terrestre (SLSTR).

O Sentinel-3 é a missão oceânica e terrestre de média resolução de grande escala operacional do programa Copernicus. Ele é projetado para fornecer continuidade aos dados ópticos e altimétricos da missão Envisat construída pela Airbus, bem como aos dados de vegetação das missões ERS e SPOT.

Isso garantirá a coleta e a entrega operacional de longo prazo de medições de alta qualidade para serviços oceânicos, terrestres e atmosféricos. O Sentinel-3B, que tem o tamanho e o peso de um carro pequeno, é projetado para uma vida operacional de sete anos, como seu satélite gêmeo Sentinel-3A lançado há 2 anos, cujo MWR trabalha atualmente em condições nominais e estáveis ??após uma bem-sucedida fase de verificação em órbita.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


OTAN

OTAN

Última atualização 22 MAI, 13:40

MAIS LIDAS

Especial Espaço