COBERTURA ESPECIAL - São José dos Campos - Aviação

26 de Julho, 2017 - 19:30 ( Brasília )

SJC - 250 anos e o Bandeirante 003 restaurado volta para a Praça

São José dos Campos comemora 250 anos com recuperação de avião da Embraer

 

Júlio Ottoboni
Especial DefesaNet


Um dos pontos altos das festividades dos 250 anos de São José dos Campos, que ocorrem nesta quinta-feira (27), será a reinauguração do novo espaço que abrigará o avião Bandeirante, um marco na história da cidade.  O protótipo 003 do primeiro modelo da aeronave que possibilitou a criação da Empresa Brasileira de Aeronáutica (EMBRAER)  retornará totalmente restaurado ao Parque Santos Dumont, situado no centro novo da cidade, numa grande cerimônia no local.

Essa foi a maior intervenção que esse avião já sofreu desde que foi doado para o município em 1981, pelo fundador da ex-estatal, Ozires Silva. O aparelho, considerado um ícone da aviação brasileira, serviu por mais de uma década ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE até ser levado para o Parque Santos Dumont, onde ficou durante 36 anos em exposição pública.

Neste período ocorreram pequenas ações para preservar o aparelho, que foi totalmente abandonado nos últimos 4 anos. A última manutenção na pintura ocorreu em 2011, mas no próprio local onde ele se encontrava. Essa foi a primeira vez que o Bandeirante deixou as instalações do parque e retornou para um hangar.

Em fevereiro, o DefesaNet mostrou as péssimas condições do protótipo e a partir da reportagem e postagens em redes sociais, um grupo de ex-empregados da EMBRAER resolveu pedir autorização à prefeitura para o restauro completo do Bandeirante 003.





Foram 89 dias e a atuação de 63 voluntários, sendo que 22 são alunos dos cursos de aeronáutica do Centro de Educação Profissional Hélio Augusto (CEPHAS), entidade ligada a Fundação Hélio Augusto de Souza (FUNDHAS), órgão da prefeitura local.

O avião foi içado e colocado em um caminhão para ser levado ao hangar do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), antigo Centro Técnico da Aeronaútica (CTA), onde nasceram o projeto do Bandeirante e a própria Embraer. Desde o dia 29 de abril o processo de desmontagem das partes, recuperação do interior, como bancos e painel, além de se ter feito todo o trabalho de restauro na fuselagem e pintura, que retomou as cores originais do projeto, inclusive nos tons corretos, demoraram 89 dias.

Um fato curioso, o restauro do Bandeirante foi feito no mesmo hangar de sua construção há 4 décadas, lugar que a linha de montagem da Embraer também teve início. O aparelho que voltou ao parque no dia 21 para acertos, como sua fixação em uma nova plataforma de concreto e instalação da placa comemorativa.

Uma novidade aguarda os visitantes, a partir de agora o avião contará com um sistema especial de iluminação interna e externa que funcionará diariamente das 18h30 às 22h30. Segundo a prefeitura, administradora do parque, essa é uma maneira de destacar o avião na paisagem e de ressaltar a importância deste aparelho na aviação brasileira.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Crise

Crise

Última atualização 19 SET, 00:10

MAIS LIDAS

São José dos Campos