COBERTURA ESPECIAL - Shot Show - Armas

06 de Março, 2019 - 11:35 ( Brasília )

Shot Show 2019 - Fuzis Lewis Machine and Tool (LMT)

Mais uma análise de Alexandre Beraldi sobre o Shot Show 2019 agora com os Fuzis Lewis Machine and Tool (LMT)


Fuzis Lewis Machine and Tool (LMT)

 
 

Alexandre Beraldi
 Policial Federal, Professor e Autor
contact@beraldiexcellence.com
Todas as fotos são do autor

 

O autor é Agente Especial da Polícia Federal, e também professor de armamento e tiro e de táticas policiais na Academia Nacional de Polícia Federal. Atuou como operador e atirador designado nos grupos de ações táticas da PF, além de também ter trabalhado como Oficial da Polícia Militar do Estado de São Paulo por quase uma década. Atualmente mantém o site e blog www.beraldiexcellence.com que trata com profundidade técnica dos temas armas, munições e tiro.
Colaborador e consultor de DefesaNet há mais de uma década.

 

 
Nota DefesaNet

Matérias publicadas na cobertura Shot Show 2019

Novidades da Colt Link

O Ano das Carabinas em Calibre de Pistola Link


Fuzis Lewis Machine and Tool (LMT) Link

Shot Show 2019 - Novidades e análise da linha de pistolas Taurus TS9 e TS40 Link


 
A LMT se fez presente novamente no Shot Show 2019. A cada ano que passa seu estande fica maior, seus produtos mais conhecidos e sua qualidade mais apurada. Posso dizer, com base no que tenho observado ao longo dos anos que acompanho os vários fabricantes de armas, que hoje os fuzis das linhas AR-10 e AR-15 produzidos pela LMT são de uma forma global, ao lado dos Knight Armament Company (KAC), os melhores fuzis de plataforma AR atualmente em produção.

 

 O autor Alexandre Berladi manuseia a versão mais moderna do L129A1, com upper MLC de interface M-LOK e lower ambidestro MARS-H

 

A LMT começou a ganhar fama no mercado em 2009, após vencer a competição para um novo fuzil para atiradores designados do exército inglês. Competindo contra fabricantes com produtos já estabelecidos no mercado militar e policial, como a Heckler und Koch com seu fuzil HK417, a FN Herstal com o SCAR-H e a Knight Armament Corporation com o M110, a LMT obteve sucesso com uma versão do seu LM308MWS, que acabou sendo adotado pelas forças armadas inglesas com a designação oficial de L129A1, entrando em combate no Afeganistão com excelentes resultados já em abril de 2010.

 

 

Versão civil do fuzil adotado pela Estônia, já com o sistema M-LOK num upper MLC com pistão
O autor Alexandre Beraldi manuseia a versão modernizada do fuzil adotado pela Inglaterra, já com o sistema M-LOK num upper MLC.

 

Em 2014 a Nova Zelândia, preocupada com o desempenho insatisfatório de seus fuzis Steyr AUG no Afeganistão, iniciou o processo de seleção de uma nova arma. Após competir com os sete melhores fuzis em calibre 5,56x45mm produzidos no mundo por empresas como Colt, FN Herstal, Heckler und Koch, Beretta, CZ, Sig Sauer e Steyr, o LMT MRP CQB16 com um novo lower ambidestro foi adotado, com a designação MARS-L.

Abaixo a íntegra da reportagem sobre os Fuzis Lewis Machine and Tool (LMT)

Beraldi - Fuzis Lewis Machi... by on Scribd


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Brasil - EUA

Brasil - EUA

Última atualização 21 AGO, 11:00

MAIS LIDAS

Shot Show