COBERTURA ESPECIAL - Russia Docs - Geopolítica

05 de Dezembro, 2017 - 14:30 ( Brasília )

Rússia começará a registrar imprensa de outros países como "agentes estrangeiros", diz RIA


O Ministério da Justiça da Rússia irá começar a registrar alguns veículos de imprensa de outros países como “agentes estrangeiros” nesta semana, relatou a agência de notícias RIA, citando uma fonte na câmara alta do Parlamento russo.

Nove meios de comunicação norte-americanos, incluindo o Voice of America e a Radio Liberty, provavelmente entrarão na lista de “agentes estrangeiros” a ser aprovada pelo Parlamento russo, disse a fonte à RIA.

O Kremlin disse que entende completamente porquê o Parlamento russo planeja discutir banir representantes de organizações midiáticas dos EUA em retaliação ao que descreveu como maus-tratos dos Estados Unidos em relação à mídia russa.

Ainda nesta segunda-feira, o órgão fiscalizador de comunicações russo, Roskomnadzor, disse que responderá na mesma moeda à qualquer violação de direitos de companhias ou mídias russas no exterior, dizendo que tem as ferramentas para fazer isso, relatou a agência RIA.

A Rússia ameaçou tomar ações contra o Google se artigos dos sites de notícias russos Sputnik e Russia Today forem colocados em posições mais baixas nos resultados de busca, depois que um comunicado do diretor executivo, Eric Schmidt, pareceu admitir que isso aconteceria.

“Temos estado em contato com o Google sobre isso, e o Google nos respondeu que eles não tinham de maneira nenhuma insinuado essa classificação de informação”, disse o chefe do Roskomnadzor, Alexander Zharov, segundo a RIA.

“É completamente claro que há a necessidade de reagir na mesma moeda a quaisquer violações dos direitos de nossas companhias assim como de nossas mídias de massa”, disse. “E a Federação Russa tem todas as ferramentas para fazer isso.”