COBERTURA ESPECIAL - Pandemic War - Aviação

07 de Abril, 2020 - 11:50 ( Brasília )

Aeronave VC-99C da FAB transporta material de saúde em apoio à Operação COVID-19

Avião decolou de Brasília (DF) transportando doses de vacinas para as cidades de Palmas (TO) e Macapá (AP), e respiradores hospitalares para Belo Horizonte (MG)

Aspirante Flávia, Aspirante Letícia Faria E Tenente-Coronel Santana

Nesta segunda-feira (06/04), o Grupo de Transporte Especial (GTE) da Força Aérea Brasileira (FAB) participou da Operação COVID-19. Uma aeronave VC-99C (EMBRAER 135) realizou Transporte Aéreo Logístico de material de saúde, vacinas e respiradores hospitalares, para o enfrentamento ao novo Coronavírus.

O voo partiu de Brasília (DF) às 17 horas, pousando às 18h05 na cidade de Palmas (TO), e às 20h30 em Macapá (AP). Já em Belo Horizonte (MG), o voo pousou à 1h05 da madrugada desta terça-feira (07/04).

A missão interministerial foi coordenada pelo Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE) junto ao Centro de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa, em apoio ao Ministério da Saúde.

Para realizar essa missão, a aeronave VC-99C teve as poltronas de passageiros removidas para permitir o transporte de maior quantidade de carga, chegando a até 4.000 quilos. 



Foram transportadas 2800 doses de vacinas para Palmas (TO) e Macapá (AP), e 18 respiradores hospitalares para serem reparados no Centro de Inovação e Tecnologia do SENAI-FIEMG (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), em Belo Horizonte (MG).

Para o Tenente-Coronel Allan Domingues de Mendonça, Comandante do GTE: "a execução dessa tarefa reforça a convicção do estreito cumprimento da missão, demonstrado pelo nível de prontidão, abnegação e profissionalismo de todos os integrantes do Grupo". 

Já o Sargento Romulo Calixto de Castro, mecânico do GTE e responsável pela preparação da aeronave, destacou que ações como esta contribuem para fortalecer os valores da FAB. "Temos como foco os mais elevados padrões de segurança de voo e empenho pela excelência e doutrina nas nossas atividades", acrescentou.

Segundo o Major Aviador Thiago Azevedo Euzébio, Comandante da aeronave FAB 2560, essa missão é de grande relevância para a sociedade. "Enche-nos de orgulho a pronta-resposta da FAB que, meio do Grupo de Transporte Especial, atende às demandas da sociedade neste momento tão sensível para o país.

Além de orgulho, é uma satisfação como ser humano, cidadão brasileiro e Oficial da Força Aérea", disse. Para o Sargento Marcelo Azevedo Brito, mecânico do VC-99C, é gratificante participar dessa missão. "É a forma que temos de ajudar a população que está mais distante", completa. 

A Superintendente Corporativo do SESI/SENAI-DR do Amapá, Regiane Pereira Machado, acompanha a missão e explica a logística do transporte. "Serão transportados para o Amapá vacina trivalente H1N1  e respiradores hospitalares. A missão conta com apoio do Ministério da Defesa e do Senai”, finaliza.

Aeronaves da FAB em missão

Nesse domingo (05/04), a Força Aérea Brasileira (FAB) deslocou seus meios aéreos, de diversas localidades do país, para a ALA 1 – Base Aérea de Brasília, ALA 11 – Base Aérea do Galeão e ALA 12 – Base Aérea de Santa Cruz, com o objetivo de promover a ampliação da capacidade de pronta-resposta em atendimento às demandas do Ministério da Defesa nas ações logísticas de enfrentamento à COVID-19.

Na sexta-feira (03/04), outro C-130 Hércules do Primeiro Esquadrão do Primeiro Grupo de Transporte (1º/1º GT) – Esquadrão Gordo – realizou Transporte Aéreo Logístico de material de saúde e outros itens, da Ala 11 - Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, até a Ala 8 - Base Aérea de Manaus, no Amazonas.



Na quarta-feira (1º/04), uma aeronave C-130 do 1º/1º GT – Esquadrão Gordo – prestou apoio no transporte de 9,6 toneladas de álcool em gel e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) de Guarulhos (SP) para Recife (PE).

No dia 25 de março, duas aeronaves C-130 Hércules, com cidadãos brasileiros que estavam em Cuzco, no Peru, pousaram no Brasil.

Na Ala 6, em Porto Velho (RO), os aviões realizaram pouso técnico e seguiram para a Base Aérea de São Paulo (BASP), em Guarulhos (SP). Esta etapa da Operação COVID-19, deflagrada pelo Ministério da Defesa, visou repatriar os brasileiros que estavam impedidos de voltar ao país.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Presidência da República

Presidência da República

Última atualização 03 JUN, 20:00

MAIS LIDAS

Pandemic War