COBERTURA ESPECIAL - Presidência da República - Defesa

06 de Outubro, 2017 - 16:00 ( Brasília )

Presidente da República visita Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão

Durante a visita, Michel Temer conheceu a Campanha Institucional Dimensão 22


O Presidente da República, Michel Temer, e ministros de Estado visitaram as instalações do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, nesta quinta-feira (05/10). O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, acompanhou a comitiva, que também contou com a presença de oficiais-generais e militares das três Forças Armadas.

Fizeram parte da delegação que acompanhou o presidente os ministros da Defesa, Raul Jungmann; do Planejamento, Gestão e Desenvolvimento, Dyogo Oliveira; das Relações Exteriores, Aloysio Nunes; do Meio Ambiente, Sarney Filho; da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy; do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen; e a Advogada-Geral da União, Grace Mendonça.
 

 

O Centro de Lançamento de Alcântara é considerado um dos mais bem localizados do mundo para o lançamento de foguetes e satélites, devido a sua posição geográfica próxima à Linha do Equador. Em 34 anos de operação, o CLA já realizou o lançamento de mais de 470 foguetes nacionais e internacionais. 

A comitiva passou pelo Centro Técnico do CLA, pelo Centro de Controle e pela Torre Móvel de Integração, de onde são lançados os foguetes brasileiros. O próximo a ser enviado ao espaço é o Veículo Lançador de Microssatélites (VLM), em 2019.

O presidente da Comissão de Coordenação e Implantação de Sistemas Espaciais (CCISE), Major-Brigadeiro do Ar Luiz Fernando de Aguiar, fez o briefing de introdução sobre o projeto espacial. O Oficial-General abordou o Projeto de Lei para nova governança do Programa Espacial Brasileiro, a proposta de expansão do território do CLA e tratou também sobre o melhor aproveitamento operacional do Centro, com apresentação do projeto de lançamento de foguetes.

“Em todas as áreas, nós precisamos de satélites, quando entramos na internet, acessamos o celular ou realizamos videoconferência. Necessitamos de imagens para favorecer a segurança pública, a agricultura, planejamento de infraestrutura, recursos hídricos e minerais. Temos diversas demandas, mas ainda agimos de forma bastante acanhada”, afirmou o Major-Brigadeiro Aguiar.

O Diretor do Centro de Lançamento de Alcântara, Coronel Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, falou sobre a necessidade do Brasil em desenvolver veículos lançadores e construir seus próprios satélites. “A partir do momento que temos a capacidade de lançamento de forma autônoma, poderemos lançar satélite de comunicações, de assessoramento remoto para imageamento da superfície terrestre e satélites meteorológicos, por exemplo. Poderemos ter um conjunto de informações integradas que vão permitir que a Força Aérea Brasileira cumpra a sua missão de forma mais eficaz e eficiente possível”, acredita.
 

 

O Presidente Michel Temer, ainda durante o voo, assistiu ao vídeo de apresentação da nova Campanha Institucional da Força Aérea Brasileira, a Dimensão 22. O conceito sintetiza a responsabilidade de atuação da instituição que soma a área de 22 milhões de quilômetros quadrados.

A Dimensão 22 inclui também o Setor Aeroespacial. Segundo a Estratégia Nacional de Defesa, a FAB é responsável pelo desenvolvimento de projetos do setor, além de operação e o monitoramento de satélites.


Fotos: Sgt Batista (CECOMSAER) e Marcos Corrêa (PR)

 


VEJA MAIS