COBERTURA ESPECIAL - Pacífico - Geopolítica

27 de Abril, 2017 - 11:00 ( Brasília )

Coreia do Norte - Demonstração de Fogo



Nota DefesaNet

Texto do Ministro de Informação e Propaganda da Coreia do Norte

O editor

Demonstração de Fogo de Artilharia, pelos 85 Anos do Exército Popular da República Popular e Democrática da Coreia , 26 Abril 2017.


 
As forças Armadas da DPRK (Democratic People Republic of Korea) sob a liderança de Kim Jong Um, líder do Partido dos Trabalhadores da Coreia Líder da Comissão dos Assuntos de Estado do DPRK e Supremo Comandante do Exército Popular da Coreia (KPA), inspecionou uma demonstração de fogo de artilharia do Exército Popular da Coreia pelo seus 85anos de fundação.

Na sua chegada foi saudado por I Hwang Pyong So, diretor do Bureau político KPA; Vice-Marechal Ri Myong Su, chefe do Estado Maior do KPA, e General Pak Yong Sik, ministro das Forças Armadas.

Kim Jong Um  recebeu a saudação Coronel-General Pak Jong Chon, Diretor da Arma de Artilharia do KPA.

O líder passou em revista as forças da Marinha, Aeronáutica e Forças de Artilharia Antiaérea e Forças de Elite de Artilharia do KPA formadas para o exercício de demonstração de fogo.

Após receber o briefing do plano de fogos do KPA deu a ordem para o início da demonstração.

 



Submarinos submergiram para realizar ataques com torpedos aos navios inimigos assim como aeronaves sobrevoaram para lançar bombas no salvos.
Mais de 300 peças de grande calibre de artilharia auto-propulsada alinhadas ao longo da costa abriram fogo.

Os bravos artilheiros atingiram com eficiência os alvos, afirmou Kim Jong Um, o disparo de mais de uma centena de peças de artilharia puniria sem piedade as forças inimigas.

A maior demonstração de fogo das armas do KPA pelos seus 85 anos foi o maior ato de reverência ao Presidente, fundador e construtor das forças armadas revolucionárias, e a glória infinita ao poderoso Exército Revolucionário “Paektusan”, afirmou, expressando grande satisfação pelo sucesso da demonstração saudando a todos os participantes.



Kim Jong Um, líder do Partido dos Trabalhadores da Coreia, Líder da Comissão dos Assuntos de Estado do DPRK e Supremo Comandante do Exército Popular da Coreia (KPA), inspeciona as tropas em formação.


As Forças Armadas Revolucionárias, que começaram com duas pistolas há 85 anos, em sua longa e incansável marcha para ser um exército equipado com o mais avançado equipamento.

Kim Jong Um enfatizou a luta heróica e sem fronteiras do KPA com a ajuda do Partido e a Mãe Pátria é impenetrável e em uma nova manhã a vitória final virá em uma nova manhã.








Nota DefesaNet

A demonstração de fogo relaizada pelo KPA mostra dois pontos importantes:

1 - A Capacidade da Coreia de concentrar com relativa segurança grande quantidade de equipamentos militares e munição, e,

2 - A capacidade de propaganda do regime da Coreia do Norte.

Do ponto de vista militar a concentração de forças nesta proporção é um erro estratégico. Do ponto de vista midiático sem dúvida causa impacto. Típico dos países socialistas que adoram demosntração de massas.


O Editor

VEJA MAIS