COBERTURA ESPECIAL - OTAN - Geopolítica

11 de Setembro, 2017 - 01:30 ( Brasília )

ALTA TENSÃO - Mundo treina para a Guerra

Nas próximas duas semanas uma série de manobras de grande importância ocorrem na Europa e no Oriente Médio. Junto com as incertezas da Coreia do Norte temos dias de Alta Tensão.


Equipe DefesaNet


Enquanto os olhos estão voltados para a Coreia do Norte e para os estragos causados pela sequência de furacões de grande intensidade, que varrem o Caribe e o Sul dos Estados Unidos e o terremoto no México, outros fatos acontecem. .

Na Europa e Oriente Médio ocorrem manobras de grande importância. Muitas recuperando o nível dos tempos da Guerra Fria. Na imprensa diária são tratadas de forma separada, não sendo inter-relacionadas. Há várias que são as maiores em 20 anos.

DefesaNet acompanhará as mais importantes para os nossos leitores:
 
As Operações Militares relevantes são as:

1 – Rússia – Belarus ZAPAD2017 (Ocidente)
Período 14-20 Setembro


A Rússia está preparando exercícios militares, que poderão vir a ser os maiores desde o fim da Guerra Fria e que terão lugar em Belarus, no enclave russo de Kaliningrado e na própria Rússia, nas fronteiras aos países Bálticos (Lituânia, Estônia e Latvia), de 14 a 20 de setembro.




Com o enclave de Kaliningrado a Operação ZAPAD 2017, faz um cerco completo aos países Bálticos.
 
As manobras, chamadas de Zapad 2017 (Ocidente 2017), despertaram preocupação na OTAN, especialmente nos países bálticos e na Polônia, que reclamaram de falta de transparência e questionaram as reais intenções de Moscou.


Devido aos temores europeus o Ministério da Defesa da Federação da Rússia realizou uma conferência, em 30AGO2017, conduzida pelo Vice-ministro da Defesa Alexander Fomin.

A transcrição editada, em inglês, pode ser acessada em (ZAPAD2017 - Briefing Lt Gen Alexander Fomin Link)

Oficialmente seriam:
 

- Tropas 12.700 Total - 7200 Belarus e 5500 Russos destes 3000 em território de Belarus
- Aeronaves e Helicópteros- 70
- Equipamentos Diversos  680 peças
- Carros de Combate 250
- Inclui também artilharia e Sistemas de Foguetes

 
Para a máxima transparência os russos convidam o corpo diplomático e os adidos militares para comparecerem ao ultimo dia do evento (18SET).

Há suspeitas que os números de tropas e equipamentos seja bem maior. Na preparação o governo russo planejou mobilizar 4.000 vagões ferroviários. O que pode supor o deslocamento de até 100.000 soldados.




Segundo o site 
 orsha.eu as imagens desta composição ferroviária cruzaram a estação de Orsha-Tsentralnaya, às 17:00 Horas de 28 Agosto 2017. .

Os principais receios é de uma tentativa de “golpe de mão” contra a Ucrânia ou os países Bálticos por parte da Rússia.

Os eventos históricos levam a pensar neste sentido. Manobras similares como a KAVKAZ 2008, prepararam a invasão da Georgia. e as manobras ZAPAD 2013 e a KAVKAZ 2016 levaram às ações contra a Ucrânia pela Federação Russa. 

Sites de monitoramento da Ucrânia têm detectado o deslocamento de grandes comboios ferroviários, e também viaturas militares sendo camufladas ou descterizadas como estas viaturas lançadores de foguete GRAD 
 
Em resposta à ZAPAD 2017 uma série de manobras estão ocorrendo em países fronteiros à Rússia e Belarus e no Báltico, no mesmo período da russa. Interessante é que todas estas mobilizações terminam sempre 1 semana após o encerramento oficial da ZAPAD 2017 marcada para 20 Setembro.
 




Viaturas lança-foguetes Grad sendo camufladas

2 – Suécia  - Aurora 17  
Período – 11-29 Setembro 2017


São as maiores realizadas na Suécia em 20 anos. A retomada de velhos procedimentos como o emprego de bases dispersas, e o uso intenso de rodopistas pela Flygvapnet, operando os caças Gripen desde bases camufladas ao longo das estruturas viárias.

 


O vídeo onde o próprio Chefe do Estado-Maior das Forças Suecas, o General Micael Bydén detalha as operações previstas para a Aurora 17. O audio está em sueco, mas há uma boa e clara legenda em inglês. 

Serão ao todo quase 20.000 participantes, com 8.000 militares.

Também estarão países presentes convidados como os Estados Unidos e a França e mais seis outras nações

Seria de extrema relevância que o Brasil tivesse enviado observadores. Se tal não ocorreu, ao menos o Adido acompanhe as operações de dispersão da Flygvapnet. 


 

2 - Ucrânia – Rapid Trident 2017
Período 8-23 Setembro


Básicamente são manobras Ucrânia- Americanas com a participação de 14 nações e 3.500 homens.


 
3 – Georgia - Agile Spirit 2017
Período 29AGO / 12SET


Participam 7 nações sendo o foco as tropas americanas e da Georgia
 
4 - Battle Goups NATO


Os Battle Group não estarão em operação, mas sim, preposicionados para qualquer eventualidade. Idealizados e formados em um ano constituem um fundamental reforço aos países Bálticos e a Polônia em caso de ameaças russas.



 

Oriente Médio

 
5 – Israel – “Or HaDagan”
Período 05 – 15 Setembro


As maiores manobras em 20 anos, da Israel Defense Forces (IDF). O objetivo é preparar e testar a defesa do setor norte, que faz fronteira com Líbano, esta é região ocupada pelo  Hezbollah.
 
Tanto os detalhes das forças como as manobras que serão realizadas estão sendo mantidas em sigilo pelos israelenses.

Na operações anteriores confiando em sua enorme superioridade aérea, as ações em terra foram relegadas a um segundo plano. Prevê-se o uso intenso de drones pelas forças da IDF.

Exercício relizado em Agosto 2017 entre tropas de infantaria e blindados. Ao fundo um Carro de Combate Merkava. Foto - IDF


 



 
 
6 – Egito Bright Star 2017
Período 09 – 20 Setembro


Manobras conjuntas bianual entre Egito - Estados Unidos, suspensas desde 2009, pelo então Presidente Barack Obama.

Esta retomada é pequena mais voltada a Força Aérea.

O  General Jon Mott, U.S. Air Force U.S. Central Command  está sentado ao lado do General Egípcio  Khaled Kyry, Diretor do Exercício Bright Star 2017, na cerimônia de abertura, na Base  Militar Mohamed Naguib, 10 SET 2017, Egito. Foto US DVIDS

 
  

VEJA MAIS