COBERTURA ESPECIAL - ONU - Defesa

01 de Maio, 2018 - 22:00 ( Brasília )

Urgente - Militares brasileiros são feridos em missão da ONU na MINUSCA

Viatura com militares brasileiros na Missão de Paz na Repúblkica Centro Africana (MINUSCA)


Nota do Ministério da Defesa



Brasília, 1/05/2018 – O Ministério da Defesa, por intermédio da Subchefia de Operações de Paz, informa que, nesta terça-feira, em Bangui, capital da cidade da República Centro-Africana, houve um confronto local no bairro mulçumano PK5.

Durante o ataque, uma viatura da Organização das Nações Unidas (ONU), com 2 militares brasileiros, do Estado Maior da Força de Paz da  ONU na República Centro Africana (MINUSCA), foi apedrejada, sendo danificada.

Na continuidade da ação, a capitão-de-corveta Márcia Andrade Braga, da Marinha do Brasil, e o tenente-coronel Carlos Henrique Martins Rocha, do Exército Brasileiro, foram feridos. Em seguida, a polícia local agiu e os militares foram deslocados para uma Unidade Médica Nível 2 (atendimento hospitalar de baixa complexidade).

A militar da Marinha teve escoriações e ferimentos leves e já recebeu alta. O coronel Rocha teve uma lesão na face e suspeita de traumatismo cranioencefálico, e foi deslocado para uma Unidade Médica Nível 3 (hospital) em Kampala, Uganda.

O estado de saúde do militar do Exército é estável, e está sendo prestada a assistência necessária a seus familiares. Uma equipe da ONU acompanha o atendimento ao coronel e o adido do Exército Brasileiro na África do Sul está a caminho do local. O Ministério da Defesa coordena as ações referente à situação.


 

NOTA CECOMSEX
- 1º DE MAIO DE 2018 -
- MILITARES BRASILEIROS SOFRERAM ATAQUE EM MISSÃO DE PAZ NA ÁFRICA

 
Sobre o assunto, o Centro de Comunicação Social do Exército esclarece o seguinte:
 
1. O Tenente-Coronel Carlos Henrique Martins Rocha, do Exército Brasileiro, e a Capitão de Corveta Márcia Andrade Braga da Marinha do Brasil, integrantes da Missão de Paz da ONU na República Centro Africana (MINUSCA) como membros do Estado-Maior da missão, sofreram um ataque, na manhã de hoje, quando realizavam deslocamento motorizado na localidade de Bangui. A viatura da ONU foi apedrejada e, em seguida, queimada pelos manifestantes.
 
2. O TC Rocha teve ferimentos mais sérios e foi evacuado para o hospital da ONU nível III, em Kampala/Uganda, unidade médica com melhores condições técnicas de atender ao militar. A Comandante Márcia sofreu apenas escoriações e passa bem.
 
3. O Adido Militar do Brasil na África do Sul deslocar-se-á para Uganda a fim de acompanhar a situação do oficial brasileiro. As famílias dos militares, aqui no Brasil, estão recebendo todo o apoio necessário. Outras informações serão fornecidas oportunamente.

Brasília, 1º de maio de 2018.

Atenciosamente,
CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO EXÉRCITO
EXÉRCITO BRASILEIRO
BRAÇO FORTE - MÃO AMIGA






Nota DefesaNet

Viatura em que estavam o Tenente-Coronel Carlos Henrique Martins Rocha, do Exército Brasileiro, e a Capitã de Corveta Márcia Andrade Braga da Marinha do Brasil, integrantes da Missão de Paz da ONU na República Centro Africana (MINUSCA) como membros do Estado-Maior da missão. Por ação da Polícia Centro Africana que retirou os oficias da viatura os dois oficiais teriam perecido no incêncio da viatura. 

No apedrejamento da Viatura onde estavam o TC Rocha (turma de Artilharia 1996), e a CC Márcia, o oficial foi atingido na cabeça, fratura em ossos da face. Ele está consciente, mas inspira cuidados. O TC Rocha se feriu muito porque protegeu com o corpo a CC Márcia, que fazia uma semana que está na missão.

Devido à inexistência de tomógrafo em Bangui, foi evacuado para o Hospital Nível 3 em Kampala/Uganda. Suspeita de traumatismo craniano. Está consciente.

Graças a ação da Polícia Centro Africana, que permitiu a evasão dos oficiais da viatura estes teriam morrido no incêndio da viatura.

O motivo da revolta nos Bairros PK5 e Fatima foram ataques de islâmicos, que causaram as seguintes baixas:

 

- 9 mortes sendo 2 sarcedotes;
- ataques contra as igrejas em PK5 e Fátima;
- cerca de 60 feridos, e,.
- dois membros da MINUSCA feridos.


O Editor


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


DQBRN

DQBRN

Última atualização 20 JUL, 11:40

MAIS LIDAS

ONU