11 de Fevereiro, 2019 - 09:30 ( Brasília )

DN - Corredor Triplo A / Espionagem ou início de Guerra Híbrida

Newsletter enviada em 11 Fevereiro 2019.


 

DN - 02 2019 - 11 Fevereiro 2019
_____________________________
<!--[if mso]>



Newsletter enviada com apoio da Collins Aerospace
_____________________________
<!--[if mso]>
 

Espionagem ou Plano de Guerra Híbrida ?


A edição de domingo (10FEV2019) do jornal O Estado de São Paulo, trouxe em manchete: “Planalto vê Igreja Católica como potencial opositora”.

O artigo que seguem em duas páginas é surpreendente pela sua qualificada autora, portadora de clearances de acesso quase irrestrito aos Comandos Militares Brasileiros.

O artigo traz um arrazoado de que o GSI e os Comando Militares e todo Governo Bolsonaro está considerando a Igreja Católica como opositora.

“O Palácio do Planalto quer conter o que considera um avanço da Igreja Católica na liderança da oposição ao governo Jair Bolsonaro, no vácuo da derrota e perda de protagonismo dos partidos de esquerda. Na avaliação da equipe do presidente, a Igreja é uma tradicional aliada do PT e está se articulando para influenciar debates antes protagonizados pelo partido no interior do País e nas periferias.

O alerta ao governo veio de informes da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e dos comandos militares. Os informes relatam recentes encontros de cardeais brasileiros com o papa Francisco, no Vaticano, para discutir a realização do Sínodo sobre Amazônia, que reunirá em Roma, em outubro, bispos de todos os continentes.”

 

____________________

 

 O Corredor Triplo A – Venezuela – Mercenários –Tribos Indígenas e Guerra Híbrida no Arco Norte

O artigo é um primor de “desinformação” o que chama a atenção.

Está em curso uma série de ações complexas e sofisticadas na Fronteira do Arco Norte Brasileiro. Exatamente onde tem a situação da crise interna da Venezuela.

Nas mesas dos Estados-Maiores de Havana, Caracas e Moscou há a estratégia de tornar a  Venezuela uma nova Síria.

Mesmo que regime de Maduro se torne insustentável um ganho para a esquerda é tornar a Venezuela uma fonte de instabilidade regional.

Aqui já há grupos de profissionais habilitados em ações encobertas e tornar a fronteira do Arco Norte Brasileiro uma nova Criméia.

Lembrar que a Igreja Católica através do seu líder máximo o Papa Francisco, em NENHUM MOMENTO CONDENOU o Regime de Nicolás Maduro.

Há grupos indígenas da Venezuela esparsos desde Boa Vista (RR) , Manaus (AM) e Belém do Para (PA).

Uma situação de instabilidade na fronteira é o disparo para tornar a Terra Indígena Raposa Serra do Sol um território Independente.

E há um projeto sendo elaborado com carinho desde 2015 chamado: Corredor Ecológico ANDES-AMAZÔNIA – ATLÂNTICO.

Idealizado pela Fundação GAIA Amazônia, teve o apoio incondicional do ex-presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos.

Nota DefesaNet

Artigo Exclusivo do Gen Ex Pinto Silva ao sleitores de DefesaNet:
  
CORREDOR TRIPLO A: A Nova Ameaça à “SOBERANIA BRASILEIRA NA AMAZÔNIA”Artigo do Gen Ex Pinto Silva Exclusivo Link

Veja o mapa abaixo.  

 
 
O mapa acima é como foi apresentado pela Fundação GAIA Amazônia, em 2015. Mostra em linhas gerais as áreas a serem atingidas. 
___________________

 Estupidez de Análise

 

A imprensa brasileira reverberou que era a volta dos “tempos sombrios” da Ditadura.

Senhores, nada mais é que o governo começou a trabalhar em análise. Seguem alguns pontos para pensar:  

- O Sínodo já era pauta no início de 2018, quando divulgaram sua realização;

- Coincide com a “revitalização” dos debates sobre o controverso corredor ecológico “Triplo A”;

- Os outros países envolvidos parecem fazer a “encomenda” do Vaticano;

- Não permitiram, à época, participantes do governo para esclarecer dados;

- Deverá ser uma crítica a postura do Brasil quanto ao meio ambiente, com o Vaticano “apoiando” diversas ONG Mundiais;

- O Sínodo foi planejado quando Jair Bolsonaro não era nem candidato a candidato. Portanto o discurso atual da igreja é oportunista;

- De algum meio a Igreja de Esquerda (CNBB) ajudar de alguma forma o regime de Nicolás Maduro, e,

- E tem o problema do Essequibo (Guiana), área disputada pela Venezuela.

___________________

 Mundo Empresarial

 

Valtécio Alencar – Assumiu a Comunicação Global da EMBRAER, antes era responsável pela EMBRAER Defesa & Segurança.

Ricardo Santos – Assumiu a Comunicação da área da EMBRAER Defesa & Segurança, mantendo a área de aviação Executiva.

Nicolás Gonzales – Permanece com a área de Aviação Comercial da EMBRAER   

___________________
<!--[if mso]>

____________________

 
<!--[if mso]>

 

Matérias Recomendadas

 
______________________

 
 
 
 
   
 
 

 




 

VEJA MAIS