25 de Novembro, 2019 - 11:05 ( Brasília )

Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais atua no sul da Bahia


No dia 14 de novembro, 244 militares da Força de Fuzileiros da Esquadra chegaram ao Porto de Ilhéus-BA, no Navio de Desembarque de Carros de Combate “Almirante Saboia”. Eles fazem parte do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais - Bahia, que ficará responsável por realizar a limpeza e do monitoramento dos manguezais, arrecifes e praias entre as cidades de Caravelas e Ilhéus, no litoral sul baiano, em prol da Operação “Amazônia azul, Mar limpo é vida”.

Após o desembarque, o Grupamento montou uma base operacional no Estádio de Futebol Mário Pessoa e passou a atuar, de forma preventiva e corretiva, em apoio à proteção ambiental das localidades afetadas pelo óleo. As ações somaram-se ao trabalho desempenhado pela Delegacia da Capitania dos Portos em Ilhéus e ocorre em cooperação com outros órgãos, tais como o ICMBio, Ibama, prefeituras das cidades locais, Corpo de Bombeiros, entre outras.

A maior parte dos militares do grupamento é proveniente do 2º Batalhão de Infantaria de Fuzileiros Navais, o Batalhão Humaitá. Desde a chegada do grupamento, as equipes de monitoramento e limpeza de praia partem diariamente do estádio para as localidades de Canavieiras e Ilha de Comandatuba, áreas que fazem parte da Reserva Extrativista de Canavieiras, uma unidade de conservação federal do Brasil que abrange uma área de 100.726 hectares.

O foco das ações será evitar que o óleo invada os estuários, que são ambientes aquáticos de transição entre um rio e o mar, especialmente o de Barra do Atalaia, na boca do rio Pardo, pois o mesmo possui inúmeras ramificações e poderá comprometer uma área com mais de 60 quilômetros de rios interligados.

Adicionalmente, em 16 de novembro, uma equipe com 60 Fuzileiros Navais e 14 mergulhadores partiu em direção à Caravelas, cidade situada a 440 quilômetros de distância de Ilhéus. A equipe estabeleceu uma base operacional na região, para atuar nas proximidades do Parque Nacional Marinho de Abrolhos.

O Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais-Bahia também enviou equipes de monitoramento e limpeza de praias para a cidade de Belmonte e Barra Grande, na península de Maraú, e pretende enviar equipes para atuar em localidades próximas a Porto Seguro.


Capitania dos Portos do Maranhão realiza inspeção para verificar existência de óleo


A Capitania dos Portos do Maranhão, juntamente com representantes do Corpo de Bombeiros do Estado do Maranhão, agentes do Ibama, da Secretaria do Meio Ambiente do Estado do Maranhão e da Universidade Federal do Maranhão realizaram, de 15 a 17 de novembro, inspeção no Parque Estadual Parcel Manoel Luís, Banco do Tarol e Banco do Álvaro, no litoral maranhense, para verificar a existência de óleo na região.

Na ocasião, foram empregados Navio-Patrulha “Bracuí” e o Navio-Patrulha “Guanabara”, meios subordinados ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, unidade operativa do Comando 4° Distrito Naval. As verificações foram realizadas na superfície da água e no fundo do mar, incluindo recifes e corais.

A realização de atividades de mergulho nas proximidades do Parque Estadual do Parcel de Manuel Luís foi efetuada em três posições diferentes. Paralelamente, foram prestados os apoios necessários para a realização de mergulhos exploratórios nas localidades conhecidas como Banco do Tarol e Banco do Álvaro.

Durante a operação, os militares e os agentes embarcados chegaram à conclusão da inexistência de indícios de manchas de óleo durante o período no qual foram realizadas as atividades. A ação faz parte da Operação “Amazônia Azul–Mar Limpo é Vida”, por meio da qual a Marinha do Brasil, em cooperação com as demais agências governamentais de caráter ambiental, tem como objetivo dar uma rápida resposta com relação ao derramamento de óleo na costa do País, contribuindo para o cumprimento e a fiscalização das leis ambientais e da segurança do tráfego aquaviário.


Comando do 2º Distrito Naval recebe voluntários do Grupo "Guardiões do Litoral"


No dia 18 de novembro, voluntários do Grupo Guardiões do Litoral visitaram a sede do Comando do 2º Distrito Naval (Com2ºDN) para estabelecer parcerias e reforço na limpeza de resíduos oleosos no litoral baiano.

Durante a visita, foram discutidos assuntos referentes ao óleo que ainda aparece em algumas praias do estado da Bahia e ações que podem ser realizadas em conjunto com a Marinha do Brasil.

O Comandante do 2ºDN, Vice-Almirante André Luiz Silva Lima de Santana Mendes, agradeceu a presença dos voluntários e exaltou a importância do grupo no combate ao incidente. O grupo, composto por mais de 120 colaboradores, foi criado no início de outubro de 2019, quando as manchas de óleo chegaram a Salvador-BA.

O líder do Guardiões do Litoral, Arthur Sehbe, é engenheiro civil e técnico ambiental, que, além do seu trabalho, se dedica como voluntário em busca de parcerias e doações para que possam contribuir nas ações de limpeza.



ÚLTIMAS

MAIS LIDAS