04 de Novembro, 2019 - 11:00 ( Brasília )

Marinha, em conjunto com Exército e Aeronáutica, promove ação de limpeza no litoral pernambucano


Cerca de 350 militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea participaram, no dia 1º de novembro, de ações de limpeza em diversos pontos da faixa litorânea do estado de Pernambuco.

Foram inspecionadas as praias de Barra de Catuama, Janga, Maria Farinha e Carneiros. A operação contou ainda com quatro mergulhadores, que recolheram resíduos oleosos no fundo no Rio Mamucabas.


Marinha e Exército recolhem aproximadamente 12 toneladas de resíduos oleosos em praias alagoanas

No dia 1º de novembro, mais de 120 militares da Marinha do Brasil, em conjunto com o Exército Brasileiro e prefeituras locais, retiraram cerca de 12 toneladas de resíduos oleosos no litoral alagoano.

O maior quantitativo de óleo removido concentrou-se na Praia de Feliz Deserto e Pontal do Peba, totalizando dez toneladas. As ações de limpeza na Praia da Bica e Praia do Boqueirão, em Japaratinga-AL, complementaram a operação, com aproximadamente duas toneladas.

Militares da Agência de Aracati recolhem vestígios de óleo da Praia do Pontal do Maceió-CE

Militares da Agência da Capitania dos Portos em Aracati recolheram, dia 30 de outubro, cerca de cem gramas de pequenos fragmentos remanescentes do óleo na Praia do Pontal do Maceió, localizada a aproximadamente 146 quilômetros de Fortaleza-CE.

Durante a ação, foi realizado o monitoramento da faixa que contempla mais de dez praias no litoral cearense, incluindo a Praia da Volta do Rio, em Acaraú, Praia do Guajiru, em Itarema, e Praia de Iguape, sem vestígios de óleo encontrados.

Marinha amplia monitoramento das águas no sul da Bahia

Para um melhor monitoramento na área do entorno do Arquipélago de Abrolhos, oito navios da Marinha do Brasil (MB) e três da Petrobras estão no sul da Bahia.

O posicionamento dos navios na região amplia a cobertura de visualização de manchas na água e o seu recolhimento, caso detectadas, de modo a abranger cerca de 22 mil quilômetros quadrados, o que equivale à área do Estado de Sergipe.

O esforço no mar envolve ainda a mobilização de barcos pesqueiros, bem como das embarcações em trânsito na região, que serão orientadas pelo canal de rádio dos navios da Marinha nas proximidades do Arquipélago de Abrolhos.

Os órgãos envolvidos realizam sobrevoos periódicos. No dia 30 de outubro, em um helicóptero da Petrobras, representantes do Ibama, da Marinha e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema) não detectaram vestígios do óleo na região. Além disso, o Ibama mantém ainda o monitoramento por satélite na região sul da Bahia.

Diariamente, equipes de militares da Marinha do Brasil monitoram a área costeira, por terra, em coordenação com órgãos ambientais e prefeituras da região, participando da limpeza de resíduos porventura encontrados nas praias.

Em Caravelas-BA, desde o dia 30 de outubro, 20 militares do Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador mantêm o monitoramento das praias da região.

Marinha do Brasil e Prefeitura de Japaratinga realizam limpeza na costa alagoana

A Marinha do Brasil, em conjunto com a Prefeitura de Japaratinga-AL, realizou, no dia 30 de outubro, uma operação para remoção de óleo na Praia de Bica e Praia do Boqueirão, localizadas no município.

Na ocasião, militares e funcionários da prefeitura coletaram aproximadamente 1,5 mil quilos de resíduos oleosos no prolongamento da faixa costeira.

Marinha do Brasil, em parceria com órgãos civis, promove limpeza nas praias cearenses

A Capitania dos Portos do Ceará, por intermédio da Agência de Camocim e da Agência de Aracati, em conjunto com o Ibama, a Secretaria do Meio Ambiente do Estado do Ceará (SEMA-CE) e bombeiros civis, realizou, no dia 31 de outubro, a limpeza da faixa costeira cearense, com foco na remoção do óleo incrustado nas rochas.

As ações de monitoramento e retirada de resíduos ocorreram em praias espalhadas pelos municípios de Aracati, Fortim, Acaraú, Icapuí, Trairi, Itacarema e Beberibe. Ao longo do dia, foram extraídos aproximadamente 30 quilos de fragmentos de óleo.



ÚLTIMAS

MAIS LIDAS