11 de Fevereiro, 2019 - 10:00 ( Brasília )

ASPIRANTEX 2019 chega ao fim


A ASPIRANTEX 2019 chega ao fim, após 20 dias de Operação. Os navios suspenderam do Rio de Janeiro, no dia 11 de janeiro, em direção ao Porto de Montevidéu, no Uruguai.

Com cerca de dois mil militares, o Grupo- Tarefa (GT) foi composto por cinco navios e quatro aeronaves da Marinha do Brasil. Nas duas primeiras semanas, foram realizados exercícios de Desatracação, Postos de Abandono, Controle de Avarias, Tiro Sobre Killer Tomato, Manobras Táticas, Leap Frog e Light Line, diurno e noturno, Ação de Visita e Inspeção, Navegação Astronômica, Operações Aéreas e Fast Rope. Além dos exercícios operativos, os 319 Aspirantes que participaram da missão, acompanharam palestras proferidas pelos Comandantes dos navios, pelo Comandante da 2º Divisão da Esquadra, Contra-Almirante Cozzolino, e pelo Comandante em Chefe da Esquadra, Almirante de Esquadra Alipio Jorge.

Na terceira e última semana, os Aspirantes do 2º ano escolheram os corpos que seguirão na carreira. Do corpo da Armada, serão 117 Aspirantes; do corpo de Fuzileiros Navais, serão 30; e 28 do corpo de Intendentes (11 do sexo feminino).

Durante a atracação no porto de Rio Grande-RS, o Porta-Helicópteros Multipropósito (PHM) “Atlântico” e o Navio de Desembarque de Carros de Combate (NDCC) “Almirante Saboia” receberam mais de sete mil pessoas a bordo, durante a visitação pública. Já a Fragata “Independência”, enquanto esteve atracada no porto de Paranaguá-PR, recebeu a bordo quase três mil visitantes.

Ao longo desse período, até a atracação no Rio de Janeiro, no dia 31, os navios participaram de atividades como Leap Frog e Light Line noturno, Postos de Combate, FLYEX, em que foram simuladas situações de emergência com aeronaves, Trânsito Sob Ameaça Aérea, Tiro Antiaéreo Sobre Granada Iluminativa, e Ação de Presença na Bacia de Santos.

Durante a pernada, os Aspirantes guarneceram as diversas estações do navio, e de conheceram as diferentes plataformas e navios de apoio envolvidos na exploração de petróleo na Bacia de Santos. A Operação ASPIRANTEX 2019 concluiu a primeira etapa de adestramento dos navios da Esquadra no ano, familiarizando ainda os Aspirantes da Escola Naval com a vida no mar.