16 de Agosto, 2018 - 11:45 ( Brasília )

Marinha do Brasil encerra participação na PANAMAX 2018 nos Estados Unidos


No dia 10 de agosto, foi realizada a cerimônia de encerramento da operação multinacional PANAMAX 2018 nos Estados Unidos. Neste ano, o Contra-Almirante Cozzolino foi o Comandante da Força Marítima Componente Combinada (CFMCC).

A PANAMAX contou com a participação de representantes de 23 países. O Estado-Maior da Força Marítima Componente Combinada foi composta por cerca de 300 militares, todos reunidos na Estação Naval Norte-Americana de Mayport, localizada em Jacksonville, na Flórida. Para o exercício, foram adjudicados, de forma simulada, 53 navios de diversas classes, como anfíbios, escoltas, patrulhas, apoio logístico e lanchas de patrulha costeira.

“Tenho honra de ter trabalhado com todos vocês. Fiquei impressionado com o nível de preparação do Brasil desde o primeiro dia da PANAMAX”, afirmou o almirante Guillermo Barrera, instrutor da U.S Naval War College e mentor sênior da operação.

“Foram duas semanas de intenso aprendizado e troca de experiências. Agora, cada um leva para o seu país um pouco do que aprendeu aqui”, finalizou.

O Exercício

A PANAMAX é um exercício multinacional instituído em 2003. Um cenário fictício de crise é gerado nas proximidades do Canal do Panamá, quando o Conselho de Segurança da ONU promulga uma resolução que estabelece uma força multinacional para o restabelecimento da segurança da navegação na aérea  marítima próxima ao canal.