16 de Março, 2016 - 11:10 ( Brasília )

China expressa preocupação séria sobre pesqueiro chinês afundado pela Guarda Costeira argentina


A China expressou grande preocupação sobre um navio pesqueiro que foi afundado pela guarda costeira da Argentina, pedindo ao lado argentino que tome medidas efetivas para prevenir incidentes deste tipo no futuro.

Uma traineira chinesa foi alvejada a tiros pela guarda costeira argentina depois de ser perseguida por diversas horas enquanto pescava em águas próximas à Argentina na manhã de segunda-feira (horário de Beijing), vindo a naufragar após ser inundado pelas águas, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Lu Kang.

O ministério e a embaixada chinesa na Argentina apresentaram com urgência representações ao lado argentino, expressando grande preocupação sobre o incidente, segundo Lu.

A China exigiu ao lado argentino que investigue completamente o incidente, mantenha o lado chinês informado e salvaguarde a segurança, os direitos e os interesses legítimos dos marinheiros chineses.

"A China pediu ao lado argentino que adote medidas efetivas para prevenir tal incidente de acontecer novamente", disse Lu.

Não houve mortes. Quatro marinheiros foram resgatados pela guarda costeira argentina e outros 28 por traineiras chinesas nas proximidades.

Guarda costeira argentina afundou embarcação chinesa por pesca ilegal¹

segundo publicação da agência de notícias Reuters, a guarda costeira da Argentina afundou uma traineira chinesa que estava pescando ilegalmente nas suas águas territoriais, disse a guarda costeira nesta terça-feira, marcando um primeiro teste para as relações entre o presidente Mauricio Macri e Pequim.

Em uma perseguição em alto mar, um navio da guarda costeira perseguiu na segunda-feira a embarcação de pesca Lu Yan Yuan Yu 010 em direção a águas internacionais, disparando tiros de advertência em toda a proa do barco chinês, enquanto tentava contatar a tripulação por rádio.

"Em várias ocasiões, o navio infrator realizou manobras para forçar uma colisão com a guarda costeira, colocando em risco não apenas o seu próprio pessoal, mas também a tripulação da guarda costeira, que, então, recebeu ordem para atirar em partes do navio", disse a guarda costeira em comunicado.

¹com Reuters

Artigo Relacionado:


Guarda Costeira argentina afunda pesqueiro chinês (Link)