COBERTURA ESPECIAL - Malvinas-Falklands - Geopolítica

20 de Fevereiro, 2020 - 23:15 ( Brasília )

BR-UK: Por que um avião militar britânico está estacionado no aeroporto Salgado Filho

Uso de terminais brasileiros pelo Reino Unido já provocou mal-estar entre Brasil e Argentina


 

Rodrigo Lopes
Zero Hora
20 Fevereiro 2020



Um avião militar da força aérea britânica pousou por volta das 11h45min desta quinta-feira (20FEV2020) no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. Proveniente da Ilha Ascensão, a aeronave, um Airbus A400 Atlas, conhecido como Atlas C.1 da Royal Air Force (RAF), deve decolar na sexta-feira (21FEV2020) rumo às Malvinas (Falklands, para os britânicos).

Trata-se de uma escala técnica. A Ilha Ascensão está localizada bem no meio do Oceano Atlântico, entre a América do Sul e a África, na linha reta a leste do nordeste brasileiro. O pouso em Porto Alegre serve para reabastecimento da aeronave, antes da retomada do voo até o arquipélago reivindicado pelos argentinos no Atlântico Sul.

Nas imagens obtidas pelo fotógrafo Gabriel Centeno, o Airbus prefixo ZM414 aparece pousando, taxiando na pista e, em seguida, estacionado no Salgado Filho. A aeronave, depois de cumprir missão nas Malvinas, ao fazer o trajeto de retorno, também deve parar em Porto Porto Alegre, no sábado (22FEV2020), com pouso previsto para as 12h10min.

O uso de aeroportos brasileiros por aviões do Reino Unido em 2015 e 2016 foi motivo de mal-estar entre os governos de Brasil e Argentina. Em 2017, um documento do controle de tráfego aéreo do país vizinho veio à tona, identificando seis pousos nos aeroportos de Rio, São Paulo e Porto Alegre entre novembro e dezembro de 2016. Em 2015, foram 12 pousos.

Os aviões teriam como destino as Malvinas, território britânico no Atlântico Sul que a Argentina reivindica como seu e que foi palco de uma guerra em 1982. O uso dos aeroportos por aeronaves britânicas tendo como destino as Malvinas viola, na opinião dos argentinos, acordos entre os dois países latino-americanos nos âmbitos do Mercosul. 

A retomada do uso de aeroportos brasileiros, como comprovam as fotos enviadas à coluna, tem potencial para aprofundar as divergências entre os governos brasileiro e argentino, que ensaiam uma reaproximação após trocas de acusações entre o presidente Jair Bolsonaro e o peronista Alberto Fernández, eleito em 2019. Um encontro entre os dois foi costurado na semana passada e estava previsto para ocorrer durante a posse do presidente eleito do Uruguai, Luis Alberto Lacalle Pou, em 1º de março. A reunião, entretanto, foi adiada, segundo o argentino, por questões de agenda.

A coluna questionou o Itamaraty sobre o pouso e aguarda posicionamento.



 

Nota DefesaNet

Um ano após a Guerra das Malvinas/Falklands aeronaves da RAF pousam na Base Aérea de Canoas (BACO) atual ALA3.

Index das matérias publicadas na Série Top Secret – Ingleses em Canoas - O uso de Bases Brasileiras para pousos de aviões ingleses em rota para as Malvinas. As negativas diplomáticas e no fim o real objetivo da permissão Brasileira. Inclui matérias do Jornal Zero Hora, revista Veja e outros jornais da época:


1 - Abertura Top Secret – Ingleses em Canoas Link
2 - Exclusivo Zero Hora 24 Junho 1983 - Na Base de Canoas o avião inglês que abastece as Malvnas Link
3 - Top Secret - Brasil tenta a "estória" dos Pousos Técnicos Link
MMMatérias dos jornal Zero Hora dos dia 25 Junho 1983
4 - Top Secret - Ingleses Detonam - Confirmam os pousos Link
MMMatéria do jornal Zero Hora do dia 27 Junho 1983
5 - Top Secret – Ingleses em Canoas - VEJA - EMBRAER dá a Pista
      Matéria de VEJA 29 Junho 1983








Acesse a Cobertura Especial Malvinas / Falklands no banner abaixo



 


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Nota Covid DN

Nota Covid DN

Última atualização 01 ABR, 13:22

MAIS LIDAS

Malvinas-Falklands