COBERTURA ESPECIAL - Guarani - Terrestre

11 de Dezembro, 2017 - 11:20 ( Brasília )

REMAX: Poder de fogo para a tropa embarcada


3º Sgt Karle Agner Martins Flores –  Monitor do CI Bld
S Ten Varlei Edemundo Batista da Silva – Adjunto de Comando do CI Bld
Aprovado pelo: Cel Ádamo Luiz Colombo da Silveira Cmt CI Bld
registrado em: Torreta do Adjunto

O Reparo de Metralhadora Automatizada X (REMAX) é uma estação de armas remotamente controlada, que apresenta giro estabilizado para metralhadoras M2 HB-QCB .50 (12,7 mm), com cadência de 450 a 550 tiros por minuto ou MAG 7,62 mm com cadência de 850 tiros por minuto.

Possui um sistema lançador de granadas fumígenas 76 mm (localizado na parte frontal do reparo). O equipamento propicia a observação da região de combate em 360º, a busca e identificação de alvos e a realização da pontaria e do tiro com o campo vertical de -20º a +60º (considerando como 0º o teto da Viatura).

Seus sensores ópticos são compostos por uma câmera diurna e uma câmera termal, além de um telêmetro laser com capacidade de alcance de até 5 km e uma unidade eletrônica. Sua torre tem a altura de 863 mm e seu peso é de 250 kg.

A estação de armas REMAX foi desenvolvida em quatro fases:

- na primeira fase foi realizado o tiro remotamente controlado apenas com a metralhadora .50;
- na segunda fase foi implementado a troca do armamento, gerando a possibilidade de utilização de uma metralhadora MAG 7,62 mm;
- na terceira fase foi acrescido o equipamento de visão termal e
- na quarta e última fase a possibilidade de executar tiro estabilizado com a viatura blindada em movimento ou com o alvo em movimento.



Estes foram os requisitos operacionais básicos (ROB) exigidos pelo Exército Brasileiro (EB) por meio de uma parceria entre o Centro Tecnológico do Exército (CTEx) e a empresa Aeroespacial e Defesa (ARES) para equipar primeiramente a Viatura Blindada de Transporte de Pessoal Média de Rodas (VBTP-MR) 6X6 Guarani, podendo ser usada ainda na VBTP EE-11 “Urutu” e também na Viatura Blindada Multitarefa (VBMT), que se encontra em fase de aquisição pelo Exército Brasileiro.

O Exército Brasileiro adquiriu um primeiro lote, do qual já foram entregues 81 (oitenta e um), para realização dos testes de aceitação e capacitação dos responsáveis pela operação e manutenção nos mais diversos níveis.

A fim de estabelecer um termo de comparação, outro sistema de armas remotamente controlado (SARC) disponível no mercado é o KONGSBERG PROTECTOR CROWS, de fabricação norueguesa, este SARC possui alguns características diferentes do REMAX.

A torre PROTECTOR utiliza além das metralhadoras 7.62mm e a .50M2 QCB, a metralhadora calibre 5,56mm, ou um lançador de granadas 40mm. Possui sensores ópticos compostos por câmera de vídeo, câmera termal, além de câmeras adicionais na lateral e na traseira da torre, e um designador laser infravermelho. Seu telêmetro laser atinge 20 km. O sistema é mais leve e sua altura é menor comparada ao REMAX.

Seu peso é de 172 kg e sua altura de cerca de 762 mm. O sistema de armas PROTECTOR foi testado em combate pelo Exército dos Estados Unidos na Operação Iraq Freedom. Durante os combates, o PROTECTOR, obteve críticas positivas da tropa, conforme mencionado pelo fabricante.

Os dois sistemas de armas são bem similares, podendo ser facilmente instalados em viaturas sobre lagartas ou sobre rodas, sejam elas leves ou pesadas. São muito confiáveis, executam disparos precisos e podem ser equipados com armamentos distintos que venham a se adequar ao tipo de missão recebida ou a capacidade do inimigo.

O REMAX foi desenvolvido no país e vem sofrendo algumas alterações desde o seu primeiro modelo, portanto se encontra emfase de ajustes. Como o projeto REMAX está vinculado ao Exército Brasileiro e devido aos ajustes necessários para atender as demandas do EB, atualmente está em desenvolvimento o seu terceiro modelo, que deverá apresentar no próximo lote algumas melhorias; sendo uma delas o auto-tracking (função inteligente de vídeo que detecta automaticamente uma pessoa ou umveículo em movimento), segundo o fabricante.

O Exército Brasileio tem a oportunidade de estar sempre acompanhando e testando a REMAX, através do CTEx e do CI Bld, em conjunto com a ARES podendo assim verificar suas melhorias e possibilidades além de estar caminhando cada vez mais para um futuro promissor com novas tecnologias e equipamentos modernos capazes de combater em qualquer terreno e condições adversas, evitando o desgaste e a exposição da tropa.



Assim, o REMAX possibilita uma nova dimensão à Força Terrestre Brasileira, potencializando o poder de combate e garantindo e garantindo segurança da tropa embarcada, que realiza a operação no interior da viatura.

O Centro de Instrução de Blindados (CI Bld) esteve presente desde o inicio do projeto REMAX, através das seguintes atividades: contribuiu com sugestões e com a experiência de seus instrutores e monitores durante a realização das capacitações dos militares que iriam operar e testar o REMAX; participou juntamente com o CTEx da solicitação das alterações necessárias no REMAX; além de ter participado por diversas vezes, de capacitações realizadas pela empresa ARES, a fim agregar conhecimento para serem repassados aos alunos que são formados no CI Bld.

No CI Bld é realizado o Curso de Operação da VBTP- MR 6x6 GUARANI, no qual o aluno sai capacitado para utilizar o REMAX. Está previsto para um futuro próximo a realização do Curso de Manutenção do REMAX, que capacitará os militares para a realização da manutenção de segundo escalão do reparo.

O Centro está sempre em constante atualização, tendo em vista as novas tecnologias apresentadas pelos diversos Exércitos, visualizando no projeto REMAX, uma nova possibilidade de combater, oferecendo proteção a tropa embarcada.

Artigos relacionados:  

A torre REMAX no Pelotão de Cavalaria Mecanizado [Link]

REMAX III - Com visor termal [Link]

Tiro de Aceitação de Campo com o sistema REMAX das Viaturas Guarani comprova o poder de fogo da Força [Link]

CIBld realiza capacitação dos Instrutores e Monitores no Reparo de Metralhadora Automatizado X (REMAX) [Link]

ARES - REMAX Adotada pelo EB e muitos Projetos [Link]


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Dossiê EMBRAER

Dossiê EMBRAER

Última atualização 20 ABR, 12:10

MAIS LIDAS

Guarani