COBERTURA ESPECIAL - Guerra Informação e Híbrida - Terrestre

02 de Julho, 2019 - 10:30 ( Brasília )

ECEME Homenageia ex-aluno, Maj Otto, do Exército Alemão. Assassinado por ato terrorista em 1968


No dia 1º de julho, a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, Escola Marechal Castello Branco, realizou uma justa homenagem ao seu ex-integrante, Major Edward Ernest Tito Otto Maximilian Von Westernhagen, oficial do Exército Alemão assassinado em 1º de julho de 1968, quando realizava o Curso de Altos Estudos Militares.

Oficial brilhante, nascido em Berlim em 1923, foi comandante de um pelotão de blindados na frente Oriental na 2ª Guerra Mundial, sendo promovido ao posto de 1° Tenente, por bravura, em 1943. Após o final da guerra e com a reativação das Forças Militares alemãs, em 1955, foi reintegrado no posto de Capitão, e, por sua comprovada bravura em combate, nomeado instrutor da Academia de Liderança do Exército em Hamburgo. Em 1966, já no posto de Major, recebeu o comando de um Batalhão de Infantaria Blindado, em sua terra natal, Berlim.

Como reconhecimento por seu elevado desempenho profissional, o Major Otto é, então, designado para o Curso de Altos Estudos da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), e, em 1968, é o primeiro oficial alemão a participar de um intercâmbio dessa natureza no Brasil. O oficial chegou ao Rio de Janeiro com sua família, em janeiro daquele ano, e fixou residência no bairro Jardim Botânico.

No dia 1° de julho de 1968, ao se aproximar de sua casa, após sua rotina escolar na ECEME, foi covardemente assassinado por terroristas ao ter sido confundido com o Major boliviano Gary Prado, também aluno da ECEME, que havia participado das operações de captura do guerrilheiro “Che” Guevara.

A palestra em homenagem ao Major Otto apresentou uma abordagem histórica do brutal assassinato que o vitimizou.  A palestra foi transmitida, em tempo real, aos familiares do Major Otto residentes na Alemanha: sua esposa, Sra. Gisela von Westernhagen, hoje com 97 anos, suas filhas, Catherine e Caroline, e seus três netos, que enviaram uma mensagem de agradecimento aos integrantes da ECEME, finalizada com as seguintes palavras: “(...) É muito triste que [os netos do Major Otto] não tenham tido a chance de conhecer seu avô. Mas graças a esse admirável evento, eles terão a oportunidade de conhecer parte de sua vida, e assim nosso pai e avô será lembrado em nossos corações” (tradução nossa).  

A Escola, anteriormente, atribuiu a uma de suas salas de aula o nome do Maj Otto, como modo de perpetuar a memória de seu ex-aluno. 

Participaram do evento os corpos docente e discente da ECEME, o General de Brigada Rodrigo Pereira Vergara, Comandante da Escola, acompanhado do Capitão de Mar e Guerra Ralf Gunther Schimitt-Raiser, Adido de Defesa da Alemanha no Brasil. Desse modo, a Escola homenageia todos os Oficiais das Nações Amigas que deixam sua terra natal para aqui se autoaperfeiçoarem, reforçando a cooperação e os laços de amizade que unem nossas nações.


VEJA MAIS