COBERTURA ESPECIAL - Guerra Hibrida Brasil - Newsletter

15 de Agosto, 2018 - 02:45 ( Brasília )

DN - 15 Agosto 2018 Guerra Híbrida no Planalto Round 2?



 

DN - 16-18 - 15 Agosto 2018

15 Agosto 2018 Guerra Híbrida
no Planalto Round 2?

A operação da tentativa de registrar a chapa do Partido dos Trabalhadores no Tribunal Superior Eleitora (TSE), nesta quarta-feira (15AGO2018), apresenta uma nova tentativa de tornar visível o processo de Guerra Híbrida, que as esquerdas, parte imprensa e a ativa participação do “Deep State” brasileiro, conduzem contra o Brasil.

Aqui é bom definir os constituintes deste “Deep State” caboclo formado por:
- STF / MPF – PGR / PF / TSE / Grupos Políticos encastelados no Congresso,em especial os presidentes da Câmara e Senado..

A data de entrega novamente atende às artimanhas do Castrochavismo, do qual o Partido dos Trabalhadores e o ex- presidente foram e são fieis cumpridores de ordens.

Em 24 de Maio de 2017, ações de violência explodiram no Planalto Central. Todas atenderam a ordens e planos extremos e à tentativa desesperada de um cadáver, para salvar o chavismo claudicante de Maduro.

Na oportunidade as táticas agressivas empregadas por agentes bolivarianos, em feroz ataque às forças policiais, surpreenderam e pegaram a área de inteligência de guarda baixa. A mobilização dos militares do Comando Militar do Planalto foi tardia e pífia.

Um ano após os objetivos são os mesmos. A data escolhida, 15 Agosto, é especial pois marca posse do novo presidente do Paraguai, Marito Abdo, com a presença do Presidente Michel Temer e a nova cúpula conservadora da América do Sul; Macri (Argentina), Piñera (Chile) e Iván Duque (Colômbia) e Marito Abdo (Paraguai).

O objetivo castrochavista é manter, primeiramente, o Brasil imobilizado frente a qualquer ação continental em relação ao regime venezuelano de Nicolas Maduro.Agora também frente ao ressurgimento das FARC, como força militar e política, na Colômbia

Em especial na semana, que passa o Secretário de Defesa americano James Mattis, por: Brasília, Buenos Aires, Santiago e Bogotá.

O segundo foco é a tentativa de criar ondas de desestabilização no próprio processo eleitoral em curso no Brasil.

E por fim cacifar-se para tentar manter nacos do poder de influência do “Deep State” e na imprensa.

Para isto a esquerda movimentou as organizações Irregulares (conceito de Guerra Irregular), jogando com toda a sua força de propaganda e de agitação.

Do lado do governo será testado o conceito do Ministério de Segurança, empregando a Força Nacional de Segurança e a PMDF, com um Ministro ávido por poder, que terá o primeiro desafio real.

Caberá à Força Planalto (FORPLAN), sob controle do Comando do Militar do Planalto (CMP) ser a força de reserva. A FORPLAN foi instituída após a tardia e pífia ação das Forças Militares, nos eventos, de 24 de maio de 2017.

E no Setor Militar Urbano ocorre a Reunião do Alto Comando do Exército (RACE).

 
Uma foto marcante do atual momento de virada na Colômbia. Iván Duque, com comandantes militares e policiais, em evento na terça-feira (14AGO2018).

Recomendamos a leitura das matérias indicadas:

- Exclusivo – A Guerra Híbrida Chegou ao Planalto Central

- Castrochavismo pleiteia na OEA que Dilma retorne à Presidência Link

- Venezuela - Maduro alerta militares para afastarem-se de familiares
opositores para não perder a carreira Agosto DefesaNet Link


Movimentação da organização irregular MST, em Brasília, 14 Agosto 2018 - Foto @midianinja
_______________________

_______________________
   
 
 
   

Copyright © *|2017|* *|DefesaNet Agência de Notícias Ltda|*, All rights reserved.

Our mailing address is:
*|defesanet@defesanet.com.br|*

This email was sent to *|EMAIL|*
why did I get this? unsubscribe from this list update subscription preferences
*|LIST:ADDRESSLINE|*
 

VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Base Industrial Defesa

Base Industrial Defesa

Última atualização 21 NOV, 14:20

MAIS LIDAS

Guerra Hibrida Brasil

5
13 NOV, 11:00

Conciliação Nacional