COBERTURA ESPECIAL - Guerra Hibrida Brasil - Editorial

21 de Agosto, 2017 - 03:00 ( Brasília )

EDITORIAL - 44% Miope ou Desonesto

Jornal O Estado de São Paulo menciona que há uma queda de 44% no investimento na Defesa quando os Orçamentos da Gestão Dilma Rousseff eram mera peça de ficção.



       EDITORIAL DefesaNet  – 44% Miope ou Desonesto

 

O jornal O Estado de São Paulo publicou, em sua edição de 14AGO20917, um artigo com a seguinte chamada de capa ”Recursos caem 44% e Forças Armadas preveem colapso” (ver matéria Forças Armadas sofrem corte de 44% dos recursos Link).

Dentro da atual conjuntura política brasileira, evidentemente que a matéria teve ampla repercussão, tanto dentro da área militar como nos meios políticos.

Para quem acompanha os assuntos militares era claro que havia um erro nesta matéria. Escrita pela competente jornalista Tânia Monteiro, que acompanha há muitos anos o Setor de Defesa do Brasil, e um jornal que trata a área militar com atenção, e que por seus editoriais dá apoio ao Presidente Michel Temer, o artigo e seu tom soou estranho.

DefesaNet, mesmo com os considerandos acima, afirma que a matéria é "miope" ou “desonesta”.

Desonesta, pois profissionais usaram dados, que simplesmente o mundo da defesa sabe da sua irrealidade.

Miope, pois exatos 5 meses antes, a concorrente Folha de São Paulo, dava também, em chamada de capa, exatamente o contrário.

Os termos são fortes para a reportagem. Usamos a imagem de impacto pois o jornal assim agiu, na sua edição de 14 AGO2017.

Foi o governo Michel Temer, que no final de 2016, recompôs muitos dos projetos militares, como bem está escrito na reportagem da Folha de São Paulo.

Vamos aos fatos até o governo Temer assumir, analisando alguns projetos:


Nota DefesaNet - O projetado está em verde e o Realizado em laranja para todos os gráficos .

- KC-390 teve o atraso de 18 meses em seu cronograma de desenvolvimento pelos atrasos nas verbas dos anos 2013-1016.O que quase levou o KC-390 perder a janela de oportunidade do mercado;

- Os trabalhos nos projetos de modernização do F-5M (Jordânia), A-1M (AMX) e E-99M da FAB, mais o A-4M da Marinha suspensos pela EMBRAER Defesa & Segurança, por falta de recursos, em 2015.

- H-XBR os enormes atrasos inviabilizaram a consolidação da Helibras e manter o seu corpo técnico e funcional;

Assim podemos acompanhar projeto a projeto e ver que o que é dito na reportagem nada mais é que uma análise simplista e errônea e miope.

Vamos aos números baseado da Folha de São Paulo:

   
Ano Previsto Realizado %
2012 18,4 Bi 10 Bi - 54%
 
 
               
                               

No próprio ano Base do cálculo de O Estado de São Paulo foi realizado só 46% do Orçamento,  18,4 Bi Orçado e realizado 10 Bi.                         

 
Ano Previsto Realizado %
2016 7,3 Bi 9,1 Bi + 24%
 
 
 
 
 

No ano de 2016 foi Orçado 7,3 Bi e realizado 9,1 Bi ou seja mais 24%

E considerando os realizados de 2012 e de 2016 temos em realidade menos 0,9 Bi, ou - 9%. Considerando a grave crise fiscal e orçamentária podemos dizer que é um ganho excepcional.

Se partidos de oposição aproveitassem da manchete para faturar pontos e os militares afastados da responsabilidade criticassem o governo, podemos dizer que seria normal.

O grave é que nas audiências nas Comissões de Defesa do Senado (íntegra da apresentação com vídeo link)  e Câmara Federal, o Comandante do Exército Gen Ex Eduardo Villas Boas, foi no mínimo, podemos dizer, tímido em explicitar estes número sendo dúbio em mencionar que os atrasos nos Projetos eram históricos não mencionando que o atual governo tinha recomposto muitas das verbas ao final de 2016.

Será que podemos achar um “Ghost Writer” para a matéria do OESP?

Tabela apresentada pelo O Estado de São Paulo .

Não leva em conta efetivamente o que foi realizado do orçamento.




Tabela apresentada pela Folha de São Paulo interpolando o Previsto x Realizado.




Estas análises miopes são tão boas para desgastar o governo Michel Temer, que o jornal O Globo, na edição de Domingo (20AGO2017), dá em manchete "Submarino pode afundar antes de ser batizado Link". Ao longo do domingo o site de O Globo alterou a chamada do artigo para "Programa da Marinha para construir submarinos sofre com crise fiscal Link" (O Globo)

Lógico que O Globo também partiu para mistificações e meias verdades.

Veja as tabelas entre os Orçamentos Projetados x Realizados para vários segmentos do PROSUB (Fonte Folha):






O cronograma obtido por DefesaNet para o PROSUB é o seguinte:

Submarinos
S-BR
Início Construção Previsão Inicial PROSUB Previsão
Revista
Atual
AGO 2017
S-40 Riachuelo MAIO 2010  JAN 2016 JUL 2018 2020
S-41 Humaitá SET 2013 AGO 2017 SET 2020 2022
S-42 Tonelero JAN 2015 FEV 2019 DEZ 2021 2023
S-43 Angostura FEV 2016 JUL 2020 DEZ 2022 2024

 
Portanto reenfatizamos a nossa posição. Estas matérias de O Estado de São Paulo e O Globo são Miopes ou Desonestas! 


VEJA MAIS