30 de Novembro, 2018 - 12:00 ( Brasília )

Geopolítica

Síria diz ter abatido "alvos hostis" em suposto ataque israelense


As defesas aéreas da Síria abateram “alvos hostis” na quinta-feira, disse a mídia estatal, em uma área que fontes de inteligências regionais disseram conter ativos apoiados pelo Irã, mas a mídia russa disse que nenhum caça israelense foi abatido, como noticiado anteriormente.

A agência de notícias russa RIA citou uma fonte de segurança síria segundo a qual as defesas aéreas derrubaram um avião de guerra e quatro mísseis israelenses, mas a mesma fonte mais tarde negou a informação, e os militares de Israel disseram que o relato é “falso”.

A mídia estatal disse que as defesas aéreas abateram “alvos hostis” que sobrevoavam a cidade de Kiswah, ao sul da capital Damasco, e “conseguiram frustrar seus objetivos”, apesar da “intensidade da agressão”.

A mídia estatal citou uma fonte militar, mas não especificou qual era o alvo ou de onde veio.

A área onde se diz que o incidente ocorreu abriga o centro de comunicações e logística do Hezbollah para o sul da Síria, perto da fronteira israelense, segundo duas fontes de inteligências regionais de alto escalão.

Entre os alvos atingidos estão duas brigadas do Exército sírio nas quais o Hezbollah, grupo libanês apoiado pelo Irã, está infiltrado e um depósito de foguetes próximo de suas bases, perto da divisa com o Líbano, disse outro desertor do Exército sírio em contato com militares.

Ao contrário de ocasiões anteriores, as autoridades da Síria não culparam Israel.

As Forças de Defesa de Israel disseram em um comunicado no Twitter: “No decurso do fogo sírio terra-ar, as defesas aéreas (de Israel) avistaram uma trajetória única rumo a uma área aberta das Colinas de Golã”.

“Neste ponto ainda não está claro se de fato houve um impacto em nosso território. Nossas forças estão vasculhando a área. Ademais, o relato sobre um ataque a uma aeronave israelense ou um alvo aéreo israelense é falso”.