COBERTURA ESPECIAL - Modernização FAB - Tecnologia

19 de Março, 2017 - 12:00 ( Brasília )

ITA cria primeiro núcleo externo e se instala no Parque Tecnológico de São José



Júlio Ottoboni
Especial para DefesaNet

 
O projeto de expansão das atividades do principal centro de pesquisas e estudos aeronáuticos do país, o Instituto Tecnológico de Aeronáutica ( ITA), sediado em São José dos Campos, deu um novo passo em busca de mais autonomia para parcerias e para ampliar sua rede de acessos a novas demandas do mercado.

A direção do instituto inaugurou, em 14FEV2017, o Espaço ITA, dentro do Parque Tecnológico São José dos Campos. Pela primeira vez que a entidade manterá um espaço fora do campus, situado na área do Comando da Aeronáutica dentro do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA).

O ITA é reconhecido por ter seus seis cursos de engenharia e pós-graduação desde mestrado, mestrado profissional até doutorado. Suas faculdades estão entre as melhores e mais conceituadas do país no exterior no segmento da engenheira. No instituto se formou os engenheiros que criaram a Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer), o projeto do Motor Brasileiro, além de vários outros de destaque, como o Programa Espacial Brasileiro.

O objetivo agora é estar mais próximo do setor produtivo, fomentando pesquisas principalmente para o setor aeronáutico e aeroespacial. O parque tecnológico de São José dos Campos foi o pioneiro no país e se estruturou para atender tanto o setor acadêmico como empresarial, abrigando entidades como a Unesp, laboratório da Embraer e da Boeing, além de ser uma incubadora tecnológica para diversas empresas.

No sentido de ampliar as parcerias, o ITA assinou durante o evento um Acordo de Cooperação Técnica firmado com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) da Universidade de São Paulo (USP). A assinatura ocorreu em paralelo ao momento da inauguração.

O acordo com a USP visa criar um vínculo de cooperação para o intercâmbio de alunos de graduação e pós-graduação, além de estimular pesquisas na área de materiais e estruturas leves. Outra vantagem entendida pela direção do ITA para sua chegada ao parque tecnológico está em poder utilizar a infraestrutura do Laboratório de Estruturas Leves (LEL), instalado no local.

“Estar no Parque Tecnológico, é uma maneira de promover maior interação do Instituto. Assim, o ITA reforça sua missão que envolve a promoção das ciências e das tecnologias relacionadas com as atividades aeroespaciais”, afirmou o reitor do ITA, professor Anderson Ribeiro Correia.

O ITA tem acertado uma série de convênios com empresas e instituições de ensino da França, Holanda, Estados Unidos, Alemanha, Argentina, Colômbia, Bulgária, Inglaterra, Itália, Nigéria, Portugal, Rússia e Suíça. A entidade está ligada ao Comando da Aeronáutica, integrante do Ministério da Defesa do Brasil.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Brasil - EUA

Brasil - EUA

Última atualização 29 MAR, 21:55

MAIS LIDAS

Modernização FAB