COBERTURA ESPECIAL - Embraer - Aviação

08 de Setembro, 2017 - 15:00 ( Brasília )

EMBRAER - Aposta na China e na The Belt & Road

Presidente da Embraer avalia positivamente cooperação sino-brasileira em aviação


Radio China Internacional


Em entrevista exclusiva a nossa reportagem, o presidente da Embraer, Paulo Cesar de Souza e Silva, avaliou positivamente a visita do presidente brasileiro Michel Temer à China e a Cúpula do BRICS em Xiamen. Ele também falou sobre a atual cooperação entre a China e o Brasil.

Na ocasião, Paulo Cesar apresentou as possibilidades e intenções de cooperação sino-brasileira na área de aviação.

“O presidente Temer conversou com o presidente Xi Jinping e também o primeiro-ministro sobre as operações da Embraer aqui na China e os novos contratos. Desta vez, não foi assinado nenhum contrato oficial entre a Embraer e as empresas chinesas. Entretanto, o governo chinês se comprometeu ao presidente Temer a aprovar as operações. Já têm contratos tendentes de aprovação, que deve ser aprovado no futuro próximo.”

Paulo Cesar, que acompanhou a Cúpula do BRICS em Xiamen, disse que o evento foi muito frutífero e que a China e o Brasil tem muito potencial na cooperação econômica e comercial.

“Foi excelente uma reunião como inspiração muito positiva. Os BRICS representam hoje 40% da população mundial e quase 25% do produto bruto do mundo. Portanto, o nível de cooperação comercial e em desenvolvimento econômico tem sido cada vez maior. O discurso do presidente Xi foi excelente, mostrando a importância dessa cooperação, a importância do desenvolvimento. E ele manifestou muito claramente a necessidade de ter um pragmatismo maior, uma realidade maior nas questões de comércio e desenvolvimento dos negócios. Então, foi uma reunião do BRICS que eu diria muito inspiradora. O BRICS está fazendo dez anos neste ano e muito inspiradora para os próximos dez anos. Acho que a nova década do BRICS vai ser muito positiva.”

Nos últimos 20 anos, Paulo Cesar trabalhou em diferentes países como o Brasil, Europa e Estados Unidos. Em seu ponto de vista, a China é um mercado importante para a Embraer porque o país registrou o maior crescimento do mundo no setor de aviação.

“Para nós, a China é um mercado muito importante. É um mercado de transporte aéreo que mais cresce no mundo. A China hoje está crescendo 10% ao ano no setor de transporte aéreo, duas vezes que o crescimento do mundo. O transporte aéreo no mundo cresce 5%. O crescimento da China está crescendo a 10% e vai continuar crescendo com taxas bastante altas por muitos anos ainda. Eu acho que em 2022 e 2023, a China vai se tornar o maior mercado de transporte aéreo do mundo, ultrapassando os EUA. Portanto, as oportunidades aqui na China vão ser enormes. Estamos aqui há 17 anos na China. Eu vejo os 17 anos como sendo apenas o começo da nossa presença aqui. Vamos investir bastante na China. Vamos trazer novos produtos e novos serviços que nós queremos realmente desenvolver o mercado chinês.”

 

Leia a matéria do jornal Valor: 

EMBRAER - Subsídios ameaçam vendas de jatos Link


 

 

EMBRAER realiza Fórum de
Aviação Regional da China de 2017

(release da EMBRAER distrubuído em Agosto 2017)


Yinchuan, China, 22 de agosto de 2017 - A EMBRAER realiza nos dias 29 e 30 de agosto o 4º Fórum Regional de Aviação da China (RAF 2017), em Yinchuan, Região Autônoma de Ningxia Hui.

Organizado em parceria pela Embraer e pelo West Airport Group, o tema da RAF 2017 será “Inovação, conectividade e ‘The Belt & Road’: levando a aviação regional para o próximo nível.” O evento contará com a participação de mais de 200 executivos de companhias aéreas, líderes de associações comerciais e especialistas da indústria, incluindo executivos da EMBRAER, que discutirão os desafios e oportunidades na aviação regional da China no contexto da Iniciativa “Belt and Road” da China, um megaprojeto que se concentra na conectividade entre países e regiões utilizando todos os modos de transporte.

“Até hoje, cerca de 2.300 jatos comerciais da EMBRAER foram entregues para mais de 100 companhias aéreas em 60 países. Acumulamos uma grande experiência no desenvolvimento de mercados de aviação regional com a operação bem-sucedida dos E-Jets e estamos ansiosos por compartilhar essas experiências e aprendizados com nossos clientes chineses. Estou confiante de que o Fórum de Aviação deste ano em Yinchuan voltará a desempenhar um papel fundamental, ao nos permitir aprofundar o engajamento e o relacionamento com os principais atores do mercado de aviação regional da China”, disse John Slattery, Presidente & CEO da EMBRAER Aviação Comercial.

O evento está sendo organizado conjuntamente pelo Instituto de Gestão da Aviação Civil da China (Civil Aviation Management Institute of China - CAMIC), o Aeroporto Ningxia Co., Ltd., que faz parte do West Airport Group, Ltd., e a Fundação de Popularização da Ciência da Aviação Civil da China (China Civil Aviation Science Popularization Foundation).

Os oradores convidados de todo o mundo vão compartilhar suas visões sobre temas críticos, como o crescimento da aviação regional e as perspectivas nos mercados globais e chinês, além de abordar modelos de negócios bem-sucedidos e estudos de caso na aviação regional, construção e gestão de aeroportos regionais, inovação em tecnologia de motores para jatos regionais e financiamentos na aviação.

As principais companhias aéreas regionais da China participarão das discussões sobre questões em suas operações e como explorar o mercado para alcançar maior rentabilidade com o aumento dos volumes de passageiros e redução de custos.

“A China, como segunda maior economia do mundo, tem desfrutado de uma melhoria significativa no padrão de vida, que impulsionou a demanda pela aviação. E, à medida que a Iniciativa Belt and Road progride, acreditamos firmemente que a aviação regional da China mostrará maiores potenciais, bem como um crescimento mais rápido. A EMBRAER continua empenhada em seu compromisso com o mercado de aviação regional do país e visa aumentar a colaboração com autoridades chinesas, clientes e especialistas da indústria, para que possamos construir juntos um futuro próspero para esse mercado”, afirma Guan Dongyuan, Vice-Presidente Sênior da Embraer e Presidente da Embraer China. Wang Haipeng, Gerente-Geral do Aeroporto Ningxia Co., Ltd., do West Airport Group disse: “a aviação regional sempre foi o foco da nossa empresa. Até agora, além das rotas principais, Yinchuan estava conectada a 18 aeroportos regionais. Estamos encantados de ser co-anfitriões do Fórum de Aviação Regional da China 2017 com a EMBRAER, a fim de desenvolver o mercado de aviação regional no país, juntamente com as lideranças de todo o mundo durante este excelente evento.”

A EMBRAER é o principal fabricante de jatos comerciais até 130 assentos. Na China, a Embraer também lidera o mercado de aviação regional no segmento de jatos de 70 a 130 assentos com quase 80% da participação de mercado.

Até julho de 2017, a Embraer registrou 221 pedidos firmes na China (187 jatos comerciais e 34 executivos) e 179 entregas (145 jatos comerciais e 34 executivos). As aeronaves comerciais da Embraer atualmente transportam mais de 17 milhões de passageiros por ano em mais de 370 rotas, conectando 130 cidades no país.


VEJA MAIS