COBERTURA ESPECIAL - Embraer

30 de Abril, 2017 - 18:00 ( Brasília )

SJC - Bandeirante seguiu para restauro no DCTA

O EMB-100 marco na história aeronáutica brasileira foi transferido para o DCTA, após o seu abando ter sido alertado por reportagem no DefesaNet.


Júlio Ottoboni
Especial DefesaNet


A Prefeitura de São José dos Campos retirou no último sábado de março, o protótipo do avião Bandeirante do Parque Santos Dumont, na região central da cidade, em uma operação que durou cinco horas.  A retirada do avião foi realizada pelas secretarias de Manutenção da Cidade e de Mobilidade Urbana, com o apoio de ex-funcionários da Embraer e alunos do Cephas. O mutirão contou com a participação de 28 pessoas e foi acompanhado por munícipes que frequentam o Parque Santos Dumont.

A fuselagem foi transportada em uma carreta. Já as asas foram levadas para o hangar do DCTA em dois caminhões. Funcionários da Secretaria de Mobilidade Urbana trabalharam na escolta e na orientação do trânsito.

A aeronave será restaurada em um hangar do DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeronáutica). A previsão é de que o trabalho de revitalização comece no próximo dia 6 de maio com o lixamento e remoção da pintura atual.

O restauro do Bandeirante será realizado por voluntários, que são ex-funcionários da Embraer (pintores e mecânicos). O trabalho de revisão geral e pintura terá o apoio de 22 alunos do curso de mecânica de aeronaves do Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza), que também terão atuação voluntária.

A previsão é de que o projeto de restauro, coordenado pela Secretaria de Manutenção da Cidade com os apoios do DCTA e da iniciativa privada, seja concluído em 90 dias, com o avião sendo devolvido ao Parque Santos Dumont até o dia 27 de julho, data em que serão comemorados os 250 anos de fundação de São José dos Campos.

Essa revitalização é a mais completa dos últimos anos. A última manutenção, realizada há cinco anos, foi feita dentro do próprio parque. Desta vez, o avião foi removido para não causar transtornos aos visitantes e alunos das duas escolas municipais que funcionam dentro da área de lazer.

Frequentadores do parque que acompanharam a remoção do Bandeirante elogiaram a iniciativa de revitalizar a aeronave. “É excelente esta iniciativa da Prefeitura. Este avião é um patrimônio não só de São José, mas de todo o Brasil. Então, nada mais justo do que ser recuperado”, disse o engenheiro Eduardo Santos, 63 anos, que mora na Vila Adyana, na região central.

O casal Norival Ferrari, 80 anos, e Dulce Ferrari, 79 anos, ficou comovido com a decisão de restaurar o avião. Eles também residem na Vila Adyana.“Frequentamos o Parque Santos Dumont e temos carinho especial por este protótipo do Bandeirante. É uma forma de preservar a história de nossa cidade e do nosso país”, disse Norival. “Este avião é muito importante e merece ficar novo. Será um grande presente para São José”, afirmou Dulce.
Ícone da Aeronáutica

O Bandeirante é um ícone da aeronáutica brasileira. No próximo dia 22 de outubro serão completados 49 anos do primeiro voo da aeronave fabricada pela Embraer. O protótipo foi instalado no Parque Santos Dumont em 21 de fevereiro de 1981. Os outros dois protótipos estão no MAB (Memorial Aeroespacial Brasileiro), em São José, e no Musal (Museu Aeroespacial), no Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro.
 
Matérias Relacionadas

EMB-100: Bandeirante histórico deteriora-se em parque de SJC  Link

Avião Bandeirante no Parque Santos Dumont começa a ser recuperado Link


 


VEJA MAIS