COBERTURA ESPECIAL - Embraer - Tecnologia

20 de Março, 2017 - 22:30 ( Brasília )

Avião Bandeirante no Parque Santos Dumont começa a ser recuperado

Após matéria publicada em DefesaNet a prefeitura de São José dos Campos com a ajuda de ex-funcionários da EMBRAER inicia a recuperação do Bandeirante 003



Júlio Ottoboni
Especial para DefesaNet

 
Depois de cinco anos se deteriorando no tempo, sem qualquer proteção ou tratamento, o protótipo 003 do avião Bandeirante, o primeiro construído pela Empresa Brasileira de Aeronáutica (EMBRAER) passou a ser recuperado em São José dos Campos. O aparelho se encontra no Parque Santos Dumont, no centro novo da cidade, e agora começou a ser limpo por uma equipe de especialistas.

O alerta sobre as péssimas condições do Bandeirante histórico foi feita pelo DefesaNet, no começo de março, que detalhou as condições precárias do principal ícone da indústria aeronáutica brasileira. (Ver matéria EMB-100: Bandeirante histórico deteriora-se em parque de SJC  Link)

A primeira ação ocorreu na última quinta-feira (16), com a prefeitura realizou a lavagem técnica do protótipo do avião Bandeirante, da EMBRAER. O trabalho foi feito por empregados da prefeitura com a ajuda e orientação de voluntários e ex-funcionários da EMBRAER.

O grupo reúne pintores e mecânicos da empresa que conhecem as características originais do aparelho. O avião foi usado entre os anos 70 e 80 pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), de São José dos Campos, e fez o primeiro levantamento aerofotogramétrico da Amazônia. Depois que sua vida útil terminou, ele foi trocado por outro aparelho e esse foi doado por Ozires Silva para o município.


Como estava as condições do Bandeirante 003, no início de Março de 2017


Essa ação de recuperação integra um novo projeto para a aeronave, que conta com o apoio da EMBRAER e do DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial). A última vez que esse Bandeirante foi restaurado toda ação foi feita por uma equipe do DCTA, que incluiu uma nova pintura e acertos a fuselagem, vedação de escotilhas etc.

No final de semana houve uma reunião entre representantes da Prefeitura, EMBRAER e DCTA para planejar as próximas fases da restauração. O avião se encontra muito danificado e terá que ser removido para um hangar. Neste local, coberto e preparado para ser uma oficina aeronáutica, serão realizados os serviços de revisão geral e pintura. A previsão é que os trabalhos durem cerca de 90 dias.

A situação atual do Bandeirante é muito ruim, além de ter sua pintura comprometida, há partes lascadas no bico do avião, o trem de pouso quebrado, escotilhas com vazamento e fechadas com material plástico, o interior que ainda conserva os assentos, o banco do copiloto está totalmente danificado, com o revestimento rasgado.

A prefeitura informou que o Parque Santos Dumont será revitalizado pela Prefeitura. No local ainda existe uma réplica da casa de inventor Alberto Santos Dumont, que também se encontra abandonada. Nos últimos 30 dias o lugar passou por serviços de limpeza das alamedas, roçada e podas das plantas. Também foi concluída, recentemente, a limpeza do lago japonês construído do parque e que estava também em completo estado de abandono.

O espaço de lazer é o mais antigo da cidade e está localizado na Vila Ady Ana, região central e ocupa uma área de 46.500 metros quadrados. Exibe vasta área verde e de lazer, com pista para caminhada e equipamentos de ginástica para prática de exercícios e corridas, quiosques com churrasqueiras, pista de skate e playground, entre vários outros atrativos.

No local também funcionam duas escolas municipais. Além do avião Bandeirante, o parque abriga outros modelos aeronáuticos, como a réplica do 14 Bis e maquetes de foguetes da família Sonda.


Matéria Relacionada

EMB-100: Bandeirante histórico deteriora-se em parque de SJC DefesaNet  Link


VEJA MAIS