COBERTURA ESPECIAL - Eleições - Terrestre

01 de Novembro, 2018 - 10:40 ( Brasília )

Mais de 20 mil militares do Exército atuaram na garantia da votação e apuração nessas eleições


Por solicitação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com autorização do Presidente da República, as Forças Armadas foram empregadas em missões de garantia da votação e da apuração (GVA) do pleito eleitoral de 2018.

O Exército Brasileiro, seguindo o previsto na legislação, desencadeou, em quase todo o território nacional, missões com a finalidade de prestar o apoio logístico e de realizar as atividades de GVA em 507 municípios durante o 1º turno e 375 durante o 2º.

Assim, tropas de seis dos oito Comandos Militares de Área do Exército Brasileiro estiveram envolvidas na Operação “Eleições 2018”. Foram mais de 27.000 militares empregados no 1º turno, enquanto que no 2º turno atuaram mais de 25.000, sob a coordenação do Comando de Operações Terrestres (COTER).



Na área do Comando Militar da Amazônia (CMA), a garantia do pleito eleitoral aconteceu no Acre, Amazonas e Roraima. O Comando Militar do Norte (CMN) atuou em quatro Estados: Maranhão, Pará, Amapá e Tocantins. Ao Comando Militar do Nordeste (CMNE) competiu a garantia do pleito eleitoral no Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte e Bahia.

O Comando Militar do Leste atuou no Estado do Rio de Janeiro em um total de 25 localidades – neste caso, o Exército otimizou os meios que já estão sendo empregados nas ações de apoio ao Plano Nacional de Segurança Pública, em operações de Garantia da Lei e da Ordem, que tiveram início em meados de 2017.



Por sua vez, o pleito eleitoral nos Estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul, na Região Centro-Oeste do País, foi garantido com os meios militares do Comando Militar do Oeste (CMO); enquanto na região central, foram empregados efetivos do Comando Militar do Planalto (CMP), que garantiram o pleito eleitoral no estado do Tocantins. Dentre os principais dados numéricos, destacam-se os seguintes:

  1. mais de 2.000.000 km rodados por vias terrestres, quase 39.000 km navegados em vias fluviais e cerca de 148.500 km de vias aéreas percorridas, o que equivale a mais de 56 voltas ao redor da Terra;
  2. mais de 8.000 locais de votação com presença de tropa; e
  3. foram empregadas mais de 2.500 viaturas, 17 aeronaves e quase 100 embarcações.

As ações do Exército Brasileiro transcorreram dentro da normalidade e contribuíram, mais uma vez, para garantir que a liberdade de escolha dos cidadãos brasileiros e que a democracia do Brasil fossem preservadas, com segurança, respeito e imparcialidade.



Outras coberturas especiais


DQBRN

DQBRN

Última atualização 18 NOV, 22:30

MAIS LIDAS

Eleições