COBERTURA ESPECIAL - Ecos - Guerras, Conflitos, Ações - Geopolítica

11 de Maio, 2020 - 11:50 ( Brasília )

Rússia "indignada" com EUA por minimizar seu papel na vitória de 1945


A Rússia expressou neste domingo indignação com as tentativas dos Estados Unidos de "distorcer" o papel da União Soviética (URSS) na derrota da Alemanha nazista em 1945, e pediu uma "conversa séria" sobre o tema com funcionários do governo americano.

"Estamos extremamente indignados com as tentativas de distorcer a transcendência da contribuição decisiva de nosso país", afirma um comunicado do ministério russo das Relações Exteriores, em referência a um post publicado na sexta-feira na página da Casa Branca no Facebook, que menciona apenas Estados Unidos e Grã-Bretanha como vencedores.

"Os funcionários americanos não tiveram a coragem nem a vontade de homenagear o papel inegável e a quantidade colossal de vítimas que o Exército Vermelho e o povo soviético sofreram em nome de toda a humanidade", destacou Moscou.

Depois de classificar as declarações americanas como "particularmente ruins", Moscou pediu a Washington que não transforme a recordação de 1945 em um "novo problema nas relações bilaterais, que por si só passam por momentos difíceis".

A questão do papel da URSS na vitória contra a Alemanha nazista, ao custo de 27 milhões de mortos soviéticos, é um assunto extremamente delicado na Rússia e está no núcleo do discurso de força e prestígio defendido pelo presidente Vladimir Putin.

Moscou também acusa europeus, poloneses e ucranianos em particular, de minimizar seu papel na Segunda Guerra Mundial.

A Rússia recordou no sábado, de maneira modesta, o 75º aniversário da vitória, sem o grande desfile militar que é habitual e sem as centenas de milhares de cidadãos nas ruas, devido à pandemia do novo coronavírus.


VEJA MAIS