COBERTURA ESPECIAL - Ecos - Guerras, Conflitos, Ações - Aviação

26 de Julho, 2019 - 11:20 ( Brasília )

Explorador que encontrou Titanic procura avião de Amelia Earhart


Robert Ballard, explorador dos mares que encontrou o Titanic, tem um novo objetivo: buscar o avião da famosa aviadora Amelia Earhart, que desapareceu no Pacífico em 1937.

A National Geographic informou que Ballard planeja sair de Samoa em 7 de agosto para fazer a busca com seu barco de última geração E/V Nautilus.

A publicação garantiu que está previsto filmar a expedição e transmitir um documentário sobre ela em seu canal de televisão em 20 de outubro.

O rastro de Earhart se perdeu enquanto ela voava ao redor do mundo com o navegador Fred Noonan. Seu desaparecimento é um dos maiores mistérios da história da aviação e fascinou historiadores durante décadas, além de ter sido tema de livros, filmes e vários tipos de teorias.

A versão mais aceita é que Earhart, de 39 anos, e Noonan, de 44, ficaram sem combustível e seu avião bimotor Lockheed Electra caiu no Pacífico, perto da ilha remota de Howland, em uma das últimas etapas de sua viagem épica.

Outra teoria popular é que Earhart e Noonan caíram na ilha deserta de Gardner, hoje conhecida como Nikumaroro, onde sobreviveu brevemente como náufraga.

Segundo a National Geographic, Ballard, que também encontrou os restos do navio de guerra alemão Bismarck, viajará entre Samoa e Nikumaroro.

Sua equipe utilizará um sonar para cartografar o fundo oceânico e usará veículos de controle remoto, inclusive um que pode chegar a 3.962 metros de profundida.