COBERTURA ESPECIAL - Doutrina Militar - Terrestre

01 de Julho, 2019 - 11:20 ( Brasília )

O Adjunto do Pelotão de Carros de Combate


Roberto Prochnow – 3º Sgt - Instrutor do CI Bld
Carlos Alexandre Geovanini dos Santos - Ten Cel - Comandante do CI Bld


Os carros de combate (CC) são armas poderosas, que por meio da mobilidade, potência de fogo, ação de choque e da proteção blindada podem definir o resultado de batalhas. A eficiência operacional desses blindados depende da capacidade de liderança de seus comandantes, do nível de adestramento das guarnições e do perfeito funcionamento dos sistemas das viaturas.

Existe a ideia de que o melhor carro de combate é aquele que tem a melhor guarnição, claro que há certo exagero nesta afirmação, mas serve de reflexão sobre a real importância da preparação das guarnições para o combate.

Cada carro de combate é operado por uma guarnição composta por quatro combatentes, que possuem funções específicas dentro da equipe: o Comandante do carro de combate, o Atirador do CC, o Motorista do CC e o Auxiliar do Atirador do CC.

As guarnições no compartimento de contato devem ser treinadas para realizarem incursões, e estarem adaptadas com a presença do inimigo à frente, nos flancos e à retaguarda, como uma situação normal no combate de blindados.

A guarnição de carros de combate é uma equipe e deve trabalhar como tal. O sucesso depende do trabalho conjunto de todos os seus componentes e da reação rápida, automática e eficaz em todas as situações.

Para alcançar o melhor êxito nessas ações, a figura do Sargento Adjunto deve receber um destaque especial. A própria explicação do dicionário já sintetiza o significado de Adjunto: “Pessoa associada a outra para auxiliá-la em suas funções”.

Além de sua função de comandante de carro, na maioria das vezes, é ele o militar que possui a maior experiência dentre os demais integrantes do pelotão.

Por ser uma fração pequena quando comparada a outras, o pelotão de carros de combate possui uma proximidade muito grande entre seus militares, onde muitas vezes laços de amizade e funções de trabalho diário são mais estreitados.

O adjunto é o responsável por manter a ordem, orientar os sargentos mais modernos e estar sempre pronto pra assessorar o comandante de pelotão. É um militar que deve ser exemplo aos demais sargentos subordinados e estar sempre pronto em substituir o comandante de pelotão.

Quanto à função tática, o adjunto faz o assessoramento preciso e oportuno de um militar com experiência, facilitando a tomada de decisão do comandante tático em relação ao combate pelo fogo, ou seja, o enfrentamento realizado através da coordenação e controle de fogos diretos, sejam estáticos ou em movimento, através do conhecimento do contexto da operação, da compreensão do estudo do terreno, condições meteorológicas, inimigo, etc.

A gestão da cadência de fogo, bem como a divisão dos setores de tiro são incumbidas ao comandante e ao Adjunto, que distribuem suas armas de acordo com a situação vigente.

Figura 2: FT Bld no Estágio Tático de Bld 2018 - Fonte: Comunicação Social CI Bld

Quando não está em adestramentos ou manobras, o dia a dia do pelotão CC é composto por missões administrativas como o preenchimento de livros registro das viaturas, as manutenções propriamente ditas, controle de carga de material de campanha, etc.

O Sargento Adjunto assume este papel de responsável por cooperar no controle de viaturas e material do pelotão, acompanha e fiscaliza o trabalho de manutenção realizado pelas guarnições.

O sargento Adjunto pode ainda atuar como Instrutor Avançado de Tiro de seu pelotão, auxiliando na capacitação e treinamento da tropa blindada. Por ocasião da execução das manutenções preventivas e corretivas, o adjunto é responsável por manter atualizado um banco de dados com informações dos carros de combate do pelotão, tais como: problemas e panes encontradas nos CC, quantidade de tiros, trabalhos executados, dentre outros.

Essas atividades visam o assessoramento ao escalão superior, para que haja o emprego e utilização com máxima eficiência das viaturas blindadas de combate.

As guarnições que formam os pelotões CC devem constituir uma verdadeira equipe totalmente adaptada ao combate e às missões administrativas do dia a dia. É fácil perceber, pela descrição das funções, que o Adjunto desempenha o verdadeiro papel de um sargento, tornando-se elo de ligação entre as demais praças do pelotão e os oficiais comandantes imediatos.

É o profissional que desempenha diversas funções, mas a principal é cooperar para o cumprimento oportuno de decisões tomadas dentro do pelotão. Ele é um gestor de capacitação técnica e tática, e peça fundamental para o bom andamento dos trabalhos.

 

AÇO, BOINA PRETA, BRASIL!


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


America Latina

America Latina

Última atualização 17 SET, 21:55

MAIS LIDAS

Doutrina Militar