COBERTURA ESPECIAL - Doutrina Militar - Terrestre

19 de Maio, 2018 - 11:20 ( Brasília )

Exército Brasileiro presta apoio para a execução da maior obra da Ponte Rio-Niterói desde sua fundação




O Exército Brasileiro, por intermédio do Departamento de Engenharia e Construção (DEC), participará da maior obra da Ponte Rio-Niterói desde sua inauguração, em 1974. No dia 16 de maio, foi assinado um acordo de cooperação conjunta com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a Ecoponte, concessionária que administra aquela importante via de tráfego do Rio de Janeiro, para a construção de uma alça de ligação com a Linha Vermelha. O objetivo é melhorar o fluxo dos cerca de 15 mil veículos que por ali trafegam todos os dias.

A obra está orçada em R$ 450 milhões, com geração de cerca de 1.500 empregos diretos e previsão de término em maio de 2020. Para sua execução, o Exército cederá parte das áreas do Arsenal de Guerra do Rio de Janeiro e de uma unidade fabril da Indústria de Material Bélico do Brasil (IMBEL). Como contrapartida, a empresa concessionária participará da construção de dois blocos de imóveis residenciais, cada um com 24 unidades, na Vila Militar de Deodoro, além da realocação de parte da fábrica da IMBEL.

A cerimônia de assinatura ocorreu no Salão Nobre do DEC, no Forte Caxias – Quartel-General do Exército, e foi presidida pelo Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia, General de Exército Edson Leal Pujol, tendo a presença de outras autoridades militares e civis. Também foram signatários: o Chefe do DEC, General de Exército Claudio Coscia Moura; o Diretor-Geral da ANTT, Mário Rodrigues Júnior; o Diretor-Geral do DNIT, Halpher Luiggi Mônico Rosa; o Diretor de Patrimônio Imobiliário e Meio Ambiente, General de Divisão Antonio César Alves Rocha; o Diretor-Presidente da IMBEL, General de Divisão Celso José Tiago; e o Diretor-Presidente da Ecoponte, José Carlos Cassaniga.

O General Moura salientou o clima de entendimento que reinou entre as partes envolvidas para a busca por soluções viáveis durante o trâmite do projeto. "É uma obra de grande monta, que envolve uma série de desafios, mas todos possíveis de superar com o espírito de trabalho conjunto. É um projeto de muita importância para a cidade do Rio de Janeiro, que sairá ganhando".

O Diretor-Presidente da Ecoponte salientou que o empreendimento "é fruto dessa importante parceria e vai contribuir significativamente para melhorar o acesso ao Rio de Janeiro, a partir da construção da nova alça e a interligação com a futura Avenida Portuária".

Para o Diretor-Geral da ANTT "sem a participação decisiva do Exército Brasileiro essa obra não seria possível e a população não seria beneficiada; por isso mesmo, houve uma atenção especial às compensações necessárias ao Exército por esse apoio", frisou.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Aço - Leopard 1A5Br

Aço - Leopard 1A5Br

Última atualização 17 OUT, 13:00

MAIS LIDAS

Doutrina Militar