COBERTURA ESPECIAL - Doutrina Militar - Terrestre

19 de Maio, 2018 - 11:20 ( Brasília )

Exército Brasileiro presta apoio para a execução da maior obra da Ponte Rio-Niterói desde sua fundação




O Exército Brasileiro, por intermédio do Departamento de Engenharia e Construção (DEC), participará da maior obra da Ponte Rio-Niterói desde sua inauguração, em 1974. No dia 16 de maio, foi assinado um acordo de cooperação conjunta com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a Ecoponte, concessionária que administra aquela importante via de tráfego do Rio de Janeiro, para a construção de uma alça de ligação com a Linha Vermelha. O objetivo é melhorar o fluxo dos cerca de 15 mil veículos que por ali trafegam todos os dias.

A obra está orçada em R$ 450 milhões, com geração de cerca de 1.500 empregos diretos e previsão de término em maio de 2020. Para sua execução, o Exército cederá parte das áreas do Arsenal de Guerra do Rio de Janeiro e de uma unidade fabril da Indústria de Material Bélico do Brasil (IMBEL). Como contrapartida, a empresa concessionária participará da construção de dois blocos de imóveis residenciais, cada um com 24 unidades, na Vila Militar de Deodoro, além da realocação de parte da fábrica da IMBEL.

A cerimônia de assinatura ocorreu no Salão Nobre do DEC, no Forte Caxias – Quartel-General do Exército, e foi presidida pelo Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia, General de Exército Edson Leal Pujol, tendo a presença de outras autoridades militares e civis. Também foram signatários: o Chefe do DEC, General de Exército Claudio Coscia Moura; o Diretor-Geral da ANTT, Mário Rodrigues Júnior; o Diretor-Geral do DNIT, Halpher Luiggi Mônico Rosa; o Diretor de Patrimônio Imobiliário e Meio Ambiente, General de Divisão Antonio César Alves Rocha; o Diretor-Presidente da IMBEL, General de Divisão Celso José Tiago; e o Diretor-Presidente da Ecoponte, José Carlos Cassaniga.

O General Moura salientou o clima de entendimento que reinou entre as partes envolvidas para a busca por soluções viáveis durante o trâmite do projeto. "É uma obra de grande monta, que envolve uma série de desafios, mas todos possíveis de superar com o espírito de trabalho conjunto. É um projeto de muita importância para a cidade do Rio de Janeiro, que sairá ganhando".

O Diretor-Presidente da Ecoponte salientou que o empreendimento "é fruto dessa importante parceria e vai contribuir significativamente para melhorar o acesso ao Rio de Janeiro, a partir da construção da nova alça e a interligação com a futura Avenida Portuária".

Para o Diretor-Geral da ANTT "sem a participação decisiva do Exército Brasileiro essa obra não seria possível e a população não seria beneficiada; por isso mesmo, houve uma atenção especial às compensações necessárias ao Exército por esse apoio", frisou.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Superior Tribunal Militar

Superior Tribunal Militar

Última atualização 15 AGO, 13:30

MAIS LIDAS

Doutrina Militar