COBERTURA ESPECIAL - Doutrina Militar - Terrestre

18 de Outubro, 2017 - 09:00 ( Brasília )

Operação Sentinela Avançada: missões do tipo Ação Retardadora

missões do tipo Ação Retardadora fizeram parte do adestramento da tropa.

Santana do Livramento (RS) – No período de 7 a 13 de outubro, o 7º Regimento de Cavalaria Mecanizado (7º RC Mec) participou da Operação Sentinela Avançada 2017.

A manobra, realizada no Campo de Instrução Barão de São Borja (Saicã), no município de Rosário do Sul (RS), foi concebida em um quadro tático fictício, no contexto das chamadas "Operações de Defesa Externa", utilizando o sistema de "dupla ação", no qual tropas realizam uma série de combates simulados, o que aumenta o realismo e o rendimento do exercício.


 

Durante o adestramento, além dos engajamentos táticos simulados, foram realizados tiros reais com o armamento orgânico de um RC Mec, como canhão 90 mm, morteiro 81 mm, morteiro 120 mm, além das metralhadoras "MAG" (7,62 mm) e .50".

A operação foi coordenada pelo Comando da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, Brigada Patrício Corrêa da Câmara, da qual o “Sétimo de Cavalaria” é peça de manobra.

O objetivo foi adestrar a tropa em missões do tipo "Ação Retardadora", que é uma das missões típicas de um Regimento de Cavalaria Mecanizado.

Participaram da Sentinela Avançada 2017 cerca de 230 militares e 55 viaturas (dentre leves e blindadas) do 7º RC Mec, além das demais Unidades da 3ª Brigada, o que totalizou aproximadamente 1.500 militares e cerca de 300 viaturas.


Foto: 7º RC Mec / EB

VEJA MAIS