COBERTURA ESPECIAL - Doutrina Militar - Terrestre

18 de Outubro, 2017 - 08:50 ( Brasília )

Subsistemas de Artilharia se integram em contexto tático

Contexto tático para aprimoramento da função de combate “fogos”.

Foi realizada, entre os dias 2 e 6 de outubro, no Campo de Instrução Marechal Hermes, em Três Barras (SC), a Operação Setembrino de Carvalho, para adestramento da Artilharia Divisionária da 5ª Divisão de Exército (AD/5).

A operação contou com a participação de Grupos de Artilharia de Campanha (GAC) e outras organizações militares integrantes da 5ª Divisão de Exército (5ª DE), da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada (15ª Bda Inf Mec), da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada (5ª Bda C Bld) e da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada (14ª Bda Inf Mtz).

Seu objetivo foi completar o adestramento das Unidades de Artilharia, certificando-as para a aplicação da função de combate fogos, em prol de suas Grandes Unidades e Grande Comando.


 

Ao longo da semana, inseridas no contexto tático de uma defesa móvel, as tropas puderam aprimorar o adestramento por meio de estudo de situação de Estado-Maior, planejamento de emprego tático e coordenação de fogos, além da integração dos subsistemas de Artilharia.

Os GAC e a 11ª Bateria de Antilharia Antiaérea Autopropulsada realizaram o planejamento e a ocupação de posições provisórias, iniciais e de manobra, o que permitiu exercitar suas capacidades operativas.

Na noite de 5 de outubro, ocorreu o desencadeamento de fogos defensivos em proveito das peças de manobra, concomitante com a iluminação do campo de batalha (tiro iluminativo de artilharia).

No dia seguinte, a atividade foi coroada com a execução de fogos em apoio ao contra-ataque de destruição, oportunidade em que diversas autoridades, civis e militares, além de integrantes da reserva, puderam acompanhar e compreender a situação tática, materializada no terreno por um giro do horizonte e por uma demonstração de apoio de fogo ao acolhimento da Força de Cobertura.


 

Em seguida, houve a execução do tiro real de diversos tipos de armamento, dentre eles os Obuseiros M101, M108 AP, M109 AP e L118 Light Gun, da Artilharia de Campanha; a Viatura Blindada de Combate de Defesa Antiaérea Gepard 1A2, da Artilharia Antiaérea; a Viatura Blindada de Reconhecimento Cascavel, das Unidades de Cavalaria Mecanizadas; e o Morteiro Pesado 120 mm, das tropas Blindadas e Mecanizadas.

Estiveram presentes o Comandante da 5ª DE, General de Divisão Lourival Carvalho Carvalho; o da 5ª Região Militar, General de Brigada Aléssio Oliveira da Silva; o da 15ª Bda Inf Mec, General de Brigada Marcos de Sá Affonso da Costa; o da 5ª Bda C Bld, General de Brigada Jorge Roberto Lopes Fossi; e demais oficiais-generais, autoridades civis e militares e convidados.

A operação, que se revestiu de ampla coordenação logístico-operacional e elevada complexidade, contou com a participação de 1.150 homens, das 15 organizações militares participantes, e com o emprego de 194 viaturas sobre rodas e 39 viaturas blindadas.

Possibilitou, ainda, às Unidades participantes, a avaliação do adestramento, bem como a otimização de sua operacionalidade, antecedendo a participação nos respectivos exercícios de suas Grandes Unidades.

 


Fotos: AD/5 - EB

VEJA MAIS