COBERTURA ESPECIAL - Doutrina Militar - Terrestre

18 de Agosto, 2017 - 10:35 ( Brasília )

EB - Artilharia Antiaérea, exercício de adestramento

Artilharia Antiaérea demonstra seu poder de fogo em exercício de adestramento, coroando instrução da tropa.

A Artilharia Antiaérea, componente terrestre da defesa aeroespacial ativa, realiza a defesa antiaérea de tropas do Exército, além das principais estruturas estratégica do País.

O cumprimento dessa missão está sob a responsabilidade da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea (1ª Bda AAAe), que deve manter elevado nível de prontidão para atuar em todo o território nacional e nas atividades de não guerra, a exemplo dos grandes eventos como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos.

Para atingir o nível de adestramento desejado, são necessários exercícios de preparação, a exemplo da Escola de Fogo de Instrução. A última etapa dessa atividade foi realizada no dia 16 de agosto, no Campo de Instrução de Formosa, em Goiás.

O exercício, coordenado pela 1ª Bda AAAe, contou com a participação de todas as organizações militares voltadas para essa missão específica, sendo "meia-dúzia" Grupos e sete Baterias de Artilharia Antiaérea, do recém-criado Batalhão de Manutenção e Suprimento de Artilharia Antiaérea (sediado em Osasco/SP), bem como do estabelecimento de ensino responsável pela formação dessa tropa especializada, a Escola de Artilharia de Costa e Antiaérea.

Durante a Escola de Fogo de Instrução, foram executados tiros com os canhões de 40 mm BOFORS, da Viatura Blindada de Combate Antiaérea com canhões de 35 mm GEPARD, além dos mísseis portáteis RBS 70 e IGLA-S.

Os disparos foram efetuados contra alvos aéreos desenvolvidos pelo 3º Grupo de Artilharia Antiaérea, visando à otimização do treinamento e à racionalização de custos.

O Comandante da 1ª Bda AAAe, General de Brigada Maurílio Miranda Netto Ribeiro, salienta que o exercício se reveste de importância por três razões principais. "A primeira delas é a concentração estratégica dos meios disponíveis.

A segunda razão é o adestramento da nossa tropa para atuação no amplo espectro. Por fim, é uma excelente oportunidade para a troca de experiências e conhecimentos, pois todos os comandantes de organizações militares de artilharia antiaérea se encontram nessa atividade".

Fotos: Sgt Kardec / Sd Rafael - EB


VEJA MAIS