COBERTURA ESPECIAL - Doutrina Militar - Terrestre

10 de Julho, 2017 - 10:00 ( Brasília )

Patrulha noturna do NPOR de Artilharia: missão cumprida


No dia 22 de junho de 2017, no 10º Grupo de Artilharia de Campanha de Selva (10º GAC Sl), “Grupo General Manoel Theophilo Neto”, ocorreu uma instrução de patrulha aos alunos da primeira turma do Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva (NPOR) de Artilharia do Norte do Brasil, com a finalidade de transmitir técnicas de patrulha, sua organização geral, as etapas da missão e suas atividades de preparação e planejamento.

Pouco antes da instrução, os alunos foram surpreendidos com a notícia de que executariam uma patrulha noturna na região. Em seguida, eles se equiparam com fardo aberto, fardo de combate e fuzil e foram ter suas primeiras orientações práticas de como seria realizada a patrulha. Após serem instruídos ao longo do dia, os alunos partiram para cumprir sua missão na região de mata que cerca o 10º GAC Sl.

A atividade utilizou, como recursos, munição de festim (o que tornou mais realista a instrução) e auxiliares da equipe de instrução, simulando soldados de um país inimigo em uma base a ser emboscada para a captura de mantimentos. O objetivo foi alcançado com êxito pelos alunos, que conseguiram emboscar os figurantes, sem serem notados e capturar os mantimentos.

Após o alcance do objetivo da patrulha, os alunos voltaram para o 10º GAC Sl com o entendimento da importância da patrulha na atividade militar e com o conhecimento básico necessário para a formação dos futuros oficiais da reserva do Exército Brasileiro. Certamente levarão tal experiência singular para o resto de suas vidas.

Primeiro Exercício de Longa Duração de pioneiras do CFS

Alunos do Curso de Formação de Sargentos (CFS) do 4º Grupo de Artilharia de Campanha Leve (4º GAC L) realizaram, no período de 3 a 7 de julho, o seu primeiro Exercício de Longa Duração. Esse grupo abrange a primeira turma com o segmento feminino na Linha de Ensino Militar Bélico, sendo que, dos 76 integrantes que participaram das atividades, 60 são mulheres.

Dentre as instruções ocorridas, destacam-se progressão diurna e noturna, orientação, observação, transposição de curso d’água e marchas. O exercício busca desenvolver conhecimentos necessários à formação do combatente básico e adestrar a tropa. Segundo o instrutor do curso de formação, Primeiro-Tenente Gustavo de Souza Carvalho, o rendimento foi muito bom, as alunas não aceitam desistir frente aos obstáculos e ao frio que fez durante o exercício. “A vibração foi algo que me surpreendeu positivamente”, ressalta.

“O campo foi vibrante! Tudo o que aprendi na teoria vi que funciona na prática. Vibrei com a transposição de curso d’água, pois no primeiro momento não acreditava que as boias improvisadas funcionavam”, conta a Aluna Larissa Aparecida Otoni de Araújo.

A primeira turma com mulheres do CFS

Em 28 de abril, em Juiz de Fora, ocorreu a entrada, pelo Portão das Armas do 4º GAC L, das pioneiras da Linha de Ensino Militar Bélico do Curso de Formação de Sargentos do Exército Brasileiro. A turma mista possui 60 integrantes do segmento feminino, que realiza o período básico de formação na Zona da Mata Mineira.

O último concurso de admissão para o CFS 2017-1018 contou com 92 mil candidatos inscritos para as áreas combatente, música e saúde, sendo que a concorrência para as mulheres combatentes chegou a 179 candidatos por vaga.

Ao término de 2018, essas sargentos estarão à frente de pequenas frações na tropa, como combatentes da área logística (dentre Intendência, Manutenção de Comunicações, Topografia, Manutenção de Armamento, Mecânico de Viatura e Mecânico Operador).

Fotos: EB


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


UNODC

UNODC

Última atualização 19 SET, 12:30

MAIS LIDAS

Doutrina Militar