COBERTURA ESPECIAL - Expansão Chinesa - Naval

17 de Dezembro, 2017 - 12:20 ( Brasília )

A Evolução das capacidades dos porta-aviões chineses

Quais são as diferenças entre os dois porta-aviões da China? Como será a futura geração sendo projetada. Seguirá o padrão US Navy?


Zhang Tao
China Military
Edição DefesaNet
 

O primeiro porta-aviões construído na China, o tipo 001A, deverá iniciar ensaios de águas azuis em breve, de acordo com a mídia estatal e os sites militares da China.

O 001A, que iniciou ensaios preliminares em Dalian, no nordeste da China, em novembro, após o seu lançamento, em 26 de abril, tem um projeto semelhante ao primeiro porta-aviões do país, o Liaoning.

Esse navio começou a vida como o Varyag, um porta-aviões de classe Almirante Kuznetsov, que não chegou a ser acabado, e que a China comprou em 1998 da Ucrânia - que tinha herdado o navio após a ruptura da União Soviética. O Varyag transformou-se no Liaoning, após um longo empo em estaleiros, com uma série de adaptações feitas em estaleiros chineses.

O novo navio foi projetado como uma variante mais moderna dos navios da classe Almirante Kuznetsov - o que significa que as dois porta-aviões chineses têm uma aparência similar.

No entanto, especialistas navais disseram que os engenheiros e designers chineses, que construíram o navio, estudaram a tecnologia militar mais avançada usada pelos americanos, bem como da antiga União Soviética, e tentaram incorporar isso no novo navio para atender às necessidades operacionais da PLA Navy.




Semelhanças:

Deslocamento - ambos são porta-aviões de deslocamento entre 60.000 a 65.000 toneladas de deslocamento.
Sistemas de propulsão - ambos utilizam propulsão convencional.

Pista de decolagem - ambos têm uma pista curta com uma rampa de salto (sky jump).

Papéis diferentes:

O 001A foi projetado para operar em um papel estratégico similar aos porta-aviões da US Navy - navegando com uma escolta de fragatas, destroyers e outros navios como parte de um grupo de batalha que pode rastrear e atacar alvos em: terra, mar e ar.

Em contrapartida, os navios de classe do Almirante Kuznetsov foram originalmente concebidos para servir de "cruzeiro pesado para transporte de aeronaves", equipado com muito mais poder de fogo do que outros navios, incluindo potentes sistemas de mísseis de cruzeiro anti-navio e de superfície-ar. Eles foram projetados para operar sem uma escolta e eram capazes de oferecer apoio a outros navios de guerra.

Rampas de decolagem

A inclinação da rampa no 001A é de 12 graus, em comparação com 14 graus no Liaoning. O especialista em navios Li-Jie, com sede em Pequim, disse que a rampa de 12 graus ajudaria os caças a encurtar sua distância de decolagem, economizar combustível e aumentar a carga útil das armas enquanto dava mais reforço estrutural ao navio.

Espaço para mais aeronaves

Em recente programa de televisão  foi mencionado que a ilha da torre de controle no deck do 001A, tem mais um andar a mais do que o Liaoning.
 
No entanto, Li disse que o espaço do convés ocupado pela ilha realmente encolheu 10 por cento para permitir que o convôo mantenha mais helicópteros e aviões de alerta-antecipada de asa fixa.

Li observou ainda que quatro estações de armas, foram removidos do convôo de ré, o que significa que há espaço para mais aeronaves no convôo.

O 001A será capaz de abrigar um número máximo de 35 jatos de combate J-15 em comparação com os 24 transportados a bordo do Liaoning, de acordo com relatórios militares estrangeiros.(Nota DefesaNet - A china sempre credita a fontes externas quando menciona alguma capacidade militar ou tecnológica de seus equipamentos).




Decolagem do Sky Jump do Liaoning


Armas mais poderosas

Li disse que os radares da banda S com quatro grandes antenas seriam instalados no topo da torre de controle. O sistema de radar é o mais avançado da China e é capaz de cobrir um campo de busca de 360 ??graus para explorar dezenas de alvos no ar e no mar.

Outros quatro sistemas de mísseis de defesa de superfície-ar de curto alcance HQ-10, com 24 tubos também foram implantados no novo navio. Este sistema de armas também é usado por outros navios de última geração como os destroyers tipo 052D e fragatas do Tipo 056.

A função do Liaoning x 001A x Futuro

O Liaoning é considerado pela Marinha Chinesa um navio escola. Introdução de uma nova classe, a do porta-aviões e as necessidades operacionais assim como desenvolver estratégias e táticas navais de emprego.

O 001A embora seguindo o mesmo conceito de construção do Almirante Kuznetzov tem inúmera alterações em relação ao Liaoning. Operará no conceito clássico da Carrier Task Force da US Navy. O que vai necessitar de navios de escolta. E em especial como operar em alto-mar com as limitações geográficas que a China tem de aceso a ele.

O futuro porta-aviões, já em desenvolvimento, adotará o padrão de porta-aviões da US Navy. Com convoo plano, catapultas elétricas e propulsão nuclear. Estar na faixa das 90.000 -100.000 toneladas de deslocamento. E levar um poderoso grupo aéreo, com caças de longo alcance, aviões awacs e helicópteros (SAR, ASW e Transporte). 




A China é obcecada pelo poder que os Porta-aviões da US Navy . A foto mostra os porta-aviões com propulsão nuclear CVN-76 USS Ronald Reagan, CVN-71 USS Theodore Roosevelt e CVN-68 USS Nimitz navegando pelo Pacífico Ocidental, operando juntamente com navios com navios da Força de Autodefesa Marítima do Japão e da Coréia do Sul. Operação durante a crise da Coreia do Norte. Foto - US Navy

Ler a reportagem

300.000 t Diplomacia - US Navy Mostra Músculos no Pacífico DefesaNet Link


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Base Industrial Defesa

Base Industrial Defesa

Última atualização 10 DEZ, 09:50

MAIS LIDAS

Expansão Chinesa